Beleza e Saúde

Varizes incomodam com mais frequência no calor


Com a chegada do período mais quente do ano, teresinenses estão cada vez mais preocupados com a saúde em decorrência do calor. Passar o protetor solar, usar roupas leves, beber bastante água e se proteger nos picos de calor são precauções necessárias. Mas, o que a maioria não sabe é que as altas temperaturas também podem agravar o sentimento de incomodo de um inimigo comum das mulheres: as temidas varizes.

A Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular (SBACV), estima que há um aumento de 20 a 30% no número de queixas por esse tipo de problema nas pernas em épocas de altas temperaturas devido à preocupação estética.

Segundo o médico angiologista Giordano Matos, as varizes surgem principalmente nas pernas e na região dos pés e podem ser causadas por fatores genéticos ou maus hábitos. Com as altas temperaturas, o calor pode agravar o incômodo e os sintomas de quem sofre com varizes. Mas, o especialista alerta que é possível amenizar os sintomas.

Dr. Giordano explica como tratar as varizes no período de altas temperaturas em Teresina

 

“O mais recomendado, é que, as pessoas que sofrem com as varizes se comprometam a evitar a exposição solar direta. O calor sempre promove um aumento do diâmetro dos vasos sanguíneos e as veias sofrem muito com esse processo. Por isso, quem tem varizes deve procurar se refrescar, evitar passar longos períodos em pé e maneirar no salto alto”, alerta o angiologista.

Quando as varizes começam a aparecer nessa época, Dr. Giordano afirma que os pacientes procuram os consultórios devido especialmente à preocupação estética, já que as veias ficam altas, tortas e com colorações azuladas e incomodam na hora de usar roupas mais curtas ou biquínis e que é necessário cuidados ao longo de todo o ano. “Quem sofre com má circulação e varizes deve fazer o acompanhamento médico ao longo de todo o ano, mas é comum que apenas em épocas de crise a consulta seja marcada devido a complicações que elas podem causar”, afirma.

 

 “A evolução das varizes podem provocar problemas graves”, alerta o médico. “Em algumas pessoas, a dilatação da veia é maior. Varizes não tratadas podem favorecer o surgimento de complicações como trombose e úlceras, feridas de difícil cicatrização”, ressalta Dr. Giordano.

O tratamento é realizado conforme o quadro do paciente por indicação do médico. “No geral, o tratamento é realizado com laser ou escleroterapia para a eliminação do problema, porém, cada caso exige cuidados individuais que só uma avaliação mais aprofundada pode indicar”, conclui.


Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito + cinco =