Por que o goleiro Alisson Becker está com a pele vermelha e marcada?

 

O goleiro Alisson Becker, titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo 2018

 

O goleiro Alisson Becker, titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo 2018, chamou a atenção na última semana por estar com a pele do rosto muito vermelha e com erupções. A aparência dá a impressão de que ele sofre de acne e, numa recente coletiva de imprensa, Alisson chegou a ser questionado sobre isso. “Estou na puberdade”, brincou o atleta, que tem 25 anos.

Ele nunca falou publicamente a respeito desse problema de pele e, através de fotos antigas, é possível ver que o jogador sempre teve marquinhas no rosto – só que elas costumavam ser mais brandas. A fim de tentar entender o que se passa com Alisson conversamos com as médicas Ursula Metelmann e Mayra Tosta, que são dermatologistas e membros da Associação Brasileira de Dermatologia.

Ambas acreditam que o atleta sofre de rosácea. “Provavelmente ele já tinha o quadro e agora está mais exacerbado pelo fator psicológico. O estresse interfere na piora da patologia”, diz Mayra. A pressão de estar na primeira Copa provavelmente está relacionada à piora no quadro do goleiro.

 

Foto: MSN

Cirurgia plástica para afinar o rosto é a sensação do momento

O Brasil é o país líder em procedimentos cirúrgicos estéticos. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgias Plásticas, são realizadas cerca de 1,5 milhão de cirurgias plásticas por ano. E o Piauí, que já é reconhecido pela qualidade do setor da saúde, sendo referencia, também começa a se destacar quando se trata de cirurgias voltadas para a estética das pessoas. Atualmente, o procedimento queridinho das famosas que querem dar ao rosto um aspecto mais definido é a bichectomia.

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

De acordo com o cirurgião plástico,  Dr. Carlos Alberto Preto Guimarães, o procedimento consiste na retirada da gordura facial que está localizada logo abaixo da região malar óssea.  Nos últimos anos, o padrão de beleza tem mudando constantemente, e a procura por rostos cada vez mais finos e magros tem se tornado tendência. “Hoje os pacientes solicitam esse procedimento por questões estéticas, para melhorar o contorno facial, deixando o rosto mais definido e harmonioso” diz Guimarães.

bichectomia
Imagem: Divulgação

Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, em 2014 eram realizadas cerca de 10 bichectomias por mês, em 2015 esse número triplicou, e atualmente, mais de 40 pessoas se submetem a essa cirurgia todos os meses pelo país afora. Semanalmente são realizadas 1.700 plásticas no Brasil. A pesquisa da Sociedade Brasileira de Cirurgia plástica revela que 73% delas são por motivos estéticos e que 88% das operações são feitas em mulheres.

O procedimento é feito com uma incisão muito pequena na região de dentro da boca. Trata-se de uma cirurgia relativamente tranquila, em que é retirado todo o excesso da bola de bichat, que fica localizada no terço médio da face. A cirurgia dura cerca de uma hora e a recuperação total acontece dentro de uma semana.

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

“Essa cirurgia pode ser feita em conjunto com os procedimentos de rejuvenescimento facial, mas o paciente poderá optar por fazê-la isoladamente, com o objetivo de definir a silhueta facial”, diz o cirurgião. O procedimento ganhou mais evidencia recentemente, pelo fato de muitas atrizes buscarem a bichectomia para ressaltar a maçã do rosto, ganhando assim um visual esteticamente mais harmonioso. Entre as celebridades que já passaram pelo procedimento estão Victoria Beckham, Kim Kardashian, Angelina Jolie e Megan Fox.