Teófilo Lima é atração do Projeto Terça Maior

O Palácio da Música começa o mês de setembro recebendo o músico de Parnaíba, Teófilo Lima. A apresentação faz parte do projeto Terça Maior, realizado pela Prefeitura de Teresina por meio da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) e acontece nesta terça-feira (04), às 19h30, com entrada gratuita.

 

Com composições que chamaram atenção da população, o artista já passou por diversos festivais, além de abrir shows para ídolos nacionais como Alceu Valença e Arnaldo Antunes. O músico já fez shows em diversas capitais do Nordeste e lançou em 2018 seu terceiro disco, intitulado de “TEÓFILO” com sucessos de sua carreira.

Retomando a carreira musical, a turnê Teófilo em todo canto leva ao palco do Palácio da Música a banda composta pelo pianista e tecladista André Oliveira, a baixista Savina Alves, o compositor Levi Nunes, o baterista Badel Power e Danilo Carvalho na gaita.

 

O Palácio da Música é mantido pela Prefeitura de Teresina, por meio da FMC. A casa fica localizada na Rua Santa Luzia, 1241, Centro.

Ministério da Saúde escolhe Teresina para projeto Brasil Livre de Hanseníase

Teresina foi escolhida pelo Ministério da Saúde para execução do Projeto BDSF: abordagens inovadoras para intensificar esforços para um Brasil Livre de Hanseníase. Participarão do projeto 114 Equipes de Saúde da Família, incluindo médicos, enfermeiros e 788 Agentes Comunitários de Saúde (ACS).

Do dia 23 ao dia 27 de outubro haverá a capacitação dos profissionais médicos e enfermeiros e atividades de busca ativa de pessoas com mancha na comunidade pelos agentes de saúde. No sábado (28) haverá mutirões para avaliação de manchas em três locais da capital: Ambulatório do Hospital Mariano Castelo Branco (zona Norte), Ambulatório do Hospital do Dirceu (zona sudeste) e Clínica de Dermatologia do HGV.

 

A capital do Piauí ocupa a 8ª posição nacional em relação ao número de casos novos de hanseníase no país. Em 2016 foram diagnosticados 329 novos casos da doença, dentre os quais 24 casos em menores de 15 anos.

 

O Projeto BDSF-Brazil é uma parceria entre o Ministério da Saúde, OPAS/OMS e a Fundação SASAZAKA, do Japão, que se baseia nos objetivos da Estratégia Global para Hanseníase 2016-2020. O BDSF terá duração de três anos, entre 2017 e 2019. No corrente ano as ações do projeto incluem oficinas de capacitação na área clínica e na prevenção de incapacidades com os profissionais da Atenção Básica e a realização de Mutirões de Manchas Suspeitas por equipes de especialistas em Hanseníase.

 

As ações estão sendo executadas pelas Diretorias de Vigilância e Saúde e Diretoria de Ações Assistenciais da Fundação Municipal de Saúde, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde, o Movimento Social MORHAN e a Universidade Federal do Piauí- Projeto INTEGRAHANS.

 

Programação do Projeto Brasil Livre de Hanseníase em Teresina:

Dia 23/10

Atividade 1 – Treinamento/ Capacitação médicos, enfermeiros e fisioterapeutas em hanseníase clínica e Prevenção de Incapacidades

Horário: de 8h às 12h e de 14h às 18h

Local: Auditório Escola Fazendária e Auditório do Tribunal de Contas do Estado (TCE)

 

Atividade 2 – Treinamento/ Agentes Comunitários de Saúde com ênfase na área de Redução de Estigma e Preconceitos

Horário: de 8h às 12h e de 14h às 18h

Três locais: Auditório da Faculdade de Ciências Médicas (FACIME), auditório do Hospital Getúlio Vargas e auditório do INSS

 

De 24/10 a 27/10

Realização das Oficinas nas Unidades de Saúde da FMS com médicos, enfermeiros e fisioterapeutas;

ACS realizarão atividades de busca ativa de pacientes com mancha.

 

28/10

Mutirões para avaliação de manchas

Horário: de 8h às 12h

Três locais: Ambulatório do Hospital Mariano Castelo Branco (zona Norte), Ambulatório do Hospital do Dirceu (zona sudeste) e Clínica de Dermatologia do HGV.

 

Artesãs expõem peças produzidas com resíduos sólidos

 

Com muito entusiasmo as artesãs atendidas pelo Projeto Cidadania Ativa, promovido pela Ação Social Arquidiocesana (Asa) e Misereor, se preparam para apresentar mais uma vez as peças produzidas em suas comunidades a partir do reaproveitamento de resíduos sólidos. A Mostra de Talentos 2016 acontece nos dias 24 e 25 de junho, no Teresina Shopping, de 10 às 22h, no piso superior.

Artesãs do Projeto Cidadania Ativa(Foto: Assessoria)
Artesãs do Projeto Cidadania Ativa(Foto: Assessoria)

Rosirene Maria, que integra o Projeto desde o início, enumera as mudanças na sua vida. Segundo a artesã, antes não se sentia realizada com sua profissão, mas viu no Cidadania Ativa um novo sinal de que a vida podia melhorar. “Eu era lavadeira e não me identifica muito. Queria algo que me desse mais prazer. Foi quando conheci o Projeto e foi sem explicação, mudei a minha auto-estima e as expectativas foram mais do que eu esperava. Primeiro fomos preparados enquanto comunidade e família, depois escolhemos o que faríamos para mudar as nossas realidades. Tivemos total apoio, iniciamos as oficinas de corte e costura, fomos nos aperfeiçoando e hoje posso dizer que sou realizada. Atualmente, a renda da minha família é fruto do que eu adquiri no Projeto”, descreve a artesã que reside no bairro Ininga.

Rosirene e sua Mãe dona Graça(Foto: Assessoria)
Rosirene e sua Mãe dona Graça(Foto: Assessoria)

Desde o início, o Projeto Cidadania Ativa tem a sustentabilidade social e ambiental como uma das linhas de ações, fazendo também comunhão com a Campanha da Fraternidade, que convoca para o cuidado com a casa comum e com o meio ambiente. Ângela Karine, coordena o Projeto e pontua que o diferencial deste ano é o reaproveitamento de materiais como matéria-prima principal para a confecção das bolsas, mochilas, carteiras e tantas outras peças. “O diferencial para este ano é utilização total de material de reaproveitamento, a partir de doações de lonas, tecidos, materiais de aviamento, como botões e linhas vindas do Teresina Shopping e da Guadalajara. Tudo usado com criatividade foi transformado em lindas peças que evidenciam ainda o quanto as artesãs tiveram um avanço e amadurecimento na produção, como também na organização pessoal e comunitária”, observa.

Peças produzidas pelas artesãs (Foto: Assessoria)
Peças produzidas pelas artesãs (Foto: Assessoria)

Farão parte da mostra as peças produzidas pelas comunidades Parque Universitário, São Joaquim, Vila São Francisco, Ininga, Vila Verde, Alto da Ressurreição e Bueno Aires. Além da exposição dos produtos, os visitantes assistirão show musicais com Flávia Freitas e Fernando Muniz, no dia 24, e Diego Magalhães que será a atração do sábado (25).

Conheça o Projeto

O Projeto Cidadania Ativa é uma parceria Asa/Misereor, entidade alemã, tendo como objetivo implantar ações para o desenvolvimento da autonomia político-social de comunidade da periferia de Teresina, com atividades voltadas para o fortalecimento dos talentos e potencialidades locais.

Atua em três linhas ação, sendo elas: capacitação de grupos de produção artesanal com enfoque para o associativismo e cooperativismo; a qualificação profissional dos jovens da comunidade com intuito de inseri-los no mercado de mercado de trabalho; e a responsabilidade socioambiental, que destaca o incentivo aos jovens e ainda a sociedade, por meio de empresas parceiras que colaboram com a doação de materiais recicláveis para o desenvolvimento das pessoas produzidas pelas artesãs.

A partir da qualificação, os grupos são estimulados a buscarem sua autonomia financeira e também na luta por transformações sociais através de políticas para a melhoria da comunidade, sendo possível por meio da organização comunitária propositiva.