VR Collezioni lança campanha reforçando a ligação da moda com o esporte

VR Collezioni segue associando moda ao esporte e faz um tributo à clássica equitação em seu Outono/Inverno 2018. Dando continuidade ao processo de re-branding, a marca traz para a campanha Il Cavalieri um novo olhar sobre a relação entre o cavaleiro e seu cavalo, valorizando a beleza, a força e, principalmente, a liberdade do movimento.

Em um tributo à clássica equitação, a marca reforça a ligação da moda com o esporte na campanha de Outono/Inverno 2018

 

A apreciação pelo esporte e pela fotografia uniu a VR Collezioni ao apresentador Fabrizio Fasano Jr., que foi convidado a estrelar a campanha. Fabrizio, que registrou no livro “Duas Paixões” seu fascínio pelas imagens de cavalos, representou toda a imponência e elegância do cavaleiro.

 

A marca também reuniu os atletas Pedro Tavares de Almeida e  e Luiza Tavares de Almeida, jovens cavaleiros de hipismo que já representaram o Brasil em diversas competições mundo afora, e Antônio Oliva, que pratica equitação e é filho de Hortência e Victor Oliva. O trio colocou em prática os movimentos do esporte, transmitindo a emoção da cavalgada para a campanha.

 

Luiza Tavares de Almeida, jovem amazonas de hipismo

 

 

O fit impecável e a versatilidade das peças da coleção são destaque nas imagens clicadas pelo fotógrafo Daniel Mattar. O shooting realizado na tradicional Coudelaria Rocas do Vouga, em Itu, São Paulo, reconhecida pela excelência na criação do Cavalo Puro Sangue Lusitano, traduz a essência da arte equestre e convida para um salto in avanti.

 

A Coleção Outono/Inverno 2018 da VR Collezioni  está disponível em todas as lojas e e-commerce (www.vrcollezioni.com.br) da marca.

MP do Piauí lança campanha contra assédio no carnaval

Assédio não é paquera. Esta é a mensagem que a campanha Folia de Respeito quer passar aos foliões neste carnaval. A campanha é desenvolvida pelo Ministério Público do Piauí (MP-PI), por meio da 10ª Promotoria de Justiça – integrante do Núcleo de Promotorias de Justiça de Defesa da Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar (NUPEVID).

Com mensagens como: “Ela não te quis? Aceita e segue o baile”, a campanha traz o “Manual de como ser um folião de respeito no carnaval” com dicas de como aproveitar o carnaval sem machismo e agressividade.

A promotora Amparo Paz, coordenadora do projeto

A promotora Amparo Paz, coordenadora do projeto, enfatiza a importância da discussão do tema. “Nós tivemos, em 2017, um marco no cenário de debates e resoluções quanto ao assédio sexual e todas as formas de violência contra a mulher. É essencial manter o assunto em voga, em especial agora, no carnaval, em que os casos de violência aumentam, e despertar as pessoas para uma urgente mudança de comportamento”, destaca.

Como parte da campanha, serão distribuídos leques com mensagens do “Manual de como ser um folião de respeito”, no Corso de Teresina, que acontece no próximo sábado (03).

 

 

 

Lançamento da Campanha do aniversário do Grupo Carvalho

 

 

Campanha de vacinação contra gripe é prorrogada até dia 9 de junho

A campanha nacional de vacinação contra a gripe foi prorrogada até o dia 9 de junho, de acordo com o Ministério da Saúde. A imunização teve início em 17 de abril. A meta em Teresina é vacinar 157.542 pessoas, até o momento foram vacinados 111.742 teresinenses, um total de 70,9 % de cobertura vacinal.

“As pessoas tem mais duas semanas para irem às salas de vacina que estão espalhadas em todas as unidades de saúde da capital”, afirma Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da Fundação Municipal de Saúde (FMS).

A vacina é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Segundo nota técnica do Ministério da Saúde, as contraindicações são apenas para pessoas com história de reação anafilática prévia em doses anteriores bem como a qualquer componente da vacina ou alergia grave relacionada a ovo de galinha e seus derivados.

Até o momento na capital, 45.257 idosos, 733 puérperas, 4.803 gestantes, 13.987 trabalhadores de saúde, 29.694 crianças, 10.605 pessoas com comorbidades, 6.328 professores, 215 pessoas privadas de liberdade e 120 funcionários do sistema prisional foram vacinados contra gripe.

Gestantes, maiores de 60 anos, crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), as puérperas (até 45 dias após o parto), os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade, os funcionários do sistema prisional e os professores devem se vacinar.

Começa campanha de vacinação contra a gripe pela rede pública

Começou ontem(17) a campanha de vacinação contra a influenza, mas conhecida como gripe. A campanha segue até 26 de maio, com o dia de mobilização nacional marcado para o dia 13. Neste período, todas as 104 salas de vacina da capital estarão vacinando contra os tipos mais graves da doença, que são os tipos B, A H1N1 e A H3N2. A imunização tem validade de um ano.

(Foto: Ivo Gonçalves/Divulgação PMPA)

Os grupos prioritários para a vacinação são os maiores de 60 anos, as crianças na faixa etária de seis meses a menores de cinco anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional. “Para este ano, mais um grupo terá direito à vacina contra a gripe, que é a dos professores da rede pública e privada, mediante comprovação de sua profissão”, anuncia a diretora.

Outra modificação é a meta de vacinação, que este ano é de 90% do público-alvo, estimado em 178.981 pessoas na capital. “Com a vacinação, podemos reduzir de internações, complicações e mortes, especialmente nos grupos vulneráveis que estão sendo contemplados pela campanha”, diz Amariles Borba. “Existem evidências de que a vacinação reduz em pelo menos dois dias o tempo de hospitalização, um benefício substancial tanto do ponto de vista individual, quanto para a sociedade”, completa a diretora.

A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais e também podendo causar pandemias. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém‐contaminadas por secreções respiratórias pode levar o agente infeccioso direto a boca, olhos e nariz.