Beleza e Saúde

Queimação no peito é um dos sinais frequentes de refluxo


Refluxo não tem cura, mas há duas maneiras tradicionais de controlar os prejuízos

Está cada vez mais frequente pessoas que reclamam de queimação no peito, azia e a sensação da comida voltando, ao invés do alimento seguir o fluxo normal da digestão. Esses são sintomas típicos do refluxo, uma doença digestiva em que os ácidos presentes dentro do estômago voltam pelo esôfago e causa irritação. O refluxo também pode apresentar sintomas atípicos como a rouquidão, tosse, laringite, bem como a asma.

De acordo com o gastroenterologista, Lucídio Balduíno Leitão, o sintoma mais frequente de refluxo gastroesofágico é a pirose, sensação de queimação no meio do peito vindo do estômago. “Sentir pirose uma vez ou outra não tem problema, mas se ficar muito frequente, duas a três vezes por semana, é a hora de procurar o médico”, ressalta o especialista Lucídio.

O gastroenterologista pontua que o primeiro exame para estudar o refluxo é a endoscopia digestiva alta e destaca, que em alguns casos existe a possibilidade do exame ser normal, nestes episódios o indicado é a pH metria, na qual será avaliado a “acidez” no esôfago por até 24h. “O tratamento geralmente é clínico feito com mudanças de comportamento e medicação. Na falha do tratamento clínico em casos específicos pode ser feito a cirurgia”, destaca Lucídio Balduíno Leitão.

 

 

 

Algumas dicas ajudam a evitar o refluxo, como reservar um tempo para fazer as refeições, além de mastigar os alimentos sem pressa. Mantenha uma rotina alimentar de três em três horas, não coma ingerindo líquidos, assim como praticar atividade física. A última dica do especialista é deitar duas horas após as refeições.

 

Dr.Lucídio Balduíno Leitão

 


Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × três =