Notícias

Procissão das Sanfonas completa 10 anos e fará abertura da Expozaga


O evento que celebra o aniversário de morte de Luiz Gonzaga, acontecerá no dia 02 de agosto, às 16h, saindo da Praça Saraiva até o Museu do Piauí
O tradicional evento que homenageia Luiz Gonzaga lembrando o dia de sua partida, chega a sua décima edição e acontece no dia 02 de agosto, em Teresina. A Procissão das Sanfonas todos os anos reúne sanfoneiros, artistas, amantes do baião, fãs de Gonzagão e um grande público que sai da Igreja de Nossa Senhora das Dores e percorre o calçadão da Simplício Mendes até chegar ao Museu do Piauí.
Este ano, ao final da procissão, haverá a abertura da exposição itinerante Luiz Gonzaga, com o acervo do memorialista Reginaldo Silva. A Expozaga que já passou por diversas cidades e capitais do Brasil, conta com cerca de 300 objetos pessoais do Rei do Baião. Gibão de couro, chapéus, óculos, fotografias, livros, artes plásticas, entre outros objetos do artista que ficarão expostas durante uma semana, no Museu do Piauí.
Wilson Seraine, presidente da Colônia Gonzaguiana
O professor Wilson Seraine, presidente da Colônia Gonzaguiana, idealizador do evento, estudioso da obra e vida de Luiz Gonzaga e autor de três livros acerca do universo gonzaguiano, conta que a celebração já faz parte do calendário cultural da cidade e marca o aniversário de morte de Luiz Gonzaga.
“São 29 anos da partida deste grande nome da música nordestina, a cada edição o evento fica maior e reúne ainda mais admiradores do Gonzagão. É um momento que os sanfoneiros confraternizam. A concentração ocorre sempre na Praça Saraiva, onde acontece a tradicional benção das sanfonas na Igreja de Nossa Senhora das Dores, que este ano será realizada pelo padre Antônio Cruz, da paróquia de Nossa Senhora de Lourdes e depois a gente segue pelas ruas de Teresina, cantando e exaltando o legado deixado por Luiz Gonzaga, até chegar ao Museu do Piauí, onde haverá abertura da exposição itinerante”.
Ainda de acordo com Wilson Seraine, este ano é esperado cerca de 60 sanfoneiros que vem de todos os cantos do Piauí, além de triangueiros e zabumbeiros. “É magnifico o trabalho porque é mais que uma homenagem, é uma uma forma de estar resgatando a memória e o trabalho maestril do grande Rei do Baião. Reunimos crianças e idosos apaixonados pela música e pela obra de Gonzaga. É uma festa muito bonita e que cresce a cada ano”, afirmou.
A procissão contará ainda com bonecos gigantes de Luiz Gonzaga, Padre Cícero e Lampião, e nesta edição ganhará mais um boneco, o de Maria Bonita.
FOTOS: LUCIANO KLAUS

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + 18 =