Notícias

Observatório de candidaturas femininas criado no Piauí recebe apoio do Conselho Federal da OAB, em Brasília


Com o objetivo de apoiar, qualificar e garantir maior número de candidaturas femininas nas eleições 2020, o Observatório de Candidaturas femininas, criado no Piauí, foi apresentado nesta terça-feira (26), no Conselho Federal da OAB, possibilitando que a iniciativa seja levada para todos os estados brasileiros.

A idealizadora do projeto, a advogada Valéria Paes Landim expôs o projeto no Conselho Federal da OAB, em Brasília. A ação foi apoiada pela Presidente da Comissão da Mulher Advogada no Piauí, Dalva Fernandes e pelo Presidente da OAB Seccional Piauí, Celso Neto.

O Observatório foi acolhido pela presidente da Comissão Nacional da Mulher Advogada, Daniela Borges. Segundo a idealizadora, o observatório é fruto de pesquisas realizadas durante o mestrado acadêmico, levando o Piauí ao pioneirismo em boas práticas de governança e encorajamento para que mais mulheres avancem nos espaço da política nacional.

Observatório de candidaturas femininas – Valéria Paes Landim

“Um instrumento de capacitação, com estratégia de disseminação do conhecimento em campanhas eleitorais, empoderamento político, autonomia informacional e instrumento acelerador rumo à paridade de gênero. Enfatiza ainda no recorte racial, com destaque nas candidaturas de mulheres negras, além das atribuições de fiscalização para a efetividade da entrega dos direitos de participação das mulheres na política”, descreve Valéria.

Durante o evento “Elas na política”, na capital federal, advogadas de todo o Brasil estiveram presentes, além um número expressivo de deputadas da bancada feminina. Estados como Rio de Janeiro, Alagoas e Paraná, e a Oscip ‘Elas no poder’ demonstraram interesse em desenvolver o observatório.

Em janeiro de 2020 acontece, no Piauí, o I Curso de Campanha Eleitoral para Mulheres na OAB PI. Mais informações pelo e-mail: elasnapoliticapi@outlook.com.


Previous ArticleNext Article