Notícias

Festival de Inverno: Skank reúne 20 mil pessoas em Pedro II


 

A multidão foi ao delírio na terceira noite do Festival de Inverno de Pedro II, com o show da banda Skank, que não deixou ninguém parado em quase duas horas de show. A banda mineira provocou, também, um novo recorde de público em 15 anos de evento, porque atraiu cerca de 20 mil pessoas em torno do palco Opala, montado na Praça Manoel Nogueira Lima (Bonelle).

A noite começou inspirada com muito jazz, blues e bossa nova na voz da cantora Alma Thomas. Depois, a banda Retrô surpreendeu o público com o melhor do rock dos anos 80 e 90, fazendo o esquenta, antes de a banda Skank subir ao palco. A partir daí, a temperatura subiu sem parar.

O líder da banda, Samuel Rosa, interagiu e se divertiu muito com a plateia, que já estava enlouquecida com a presença no palco do ídolo e de uma das bandas mais queridas do país, que marcou gerações em quase três décadas de sucesso. Ele ofereceu o show aos pedrosegundenses que moram em São Paulo e revelou estar feliz por cantar em uma cidade do interior, aliás, essa foi a primeira vez que a banda tocou fora da capital.

 

Foi um sucesso atrás do outro. Começando do início da carreira da banda como “Pacato Cidadão”, “Jackie Tequila”, “Esmola”, e a bela versão de “Vamos Fugir”, de Gilberto Gil. Depois, os hits que embalaram os corações de muita gente, como: “Tão seu”, “Dois rios”, “Te ver” e “Sutilmente”, sempre com muita interatividade e provocações de Samuel Rosa com o público. No fim do show, a plateia, claro, pediu bis e recebeu. Samuel Rosa fez questão de agradecer a oportunidade de estar em Pedro II.

“O Skank foi a melhor banda que passou pelo Festival nesses 15 anos. O show foi excelente”, revela o técnico em informática, Felipe Santos, filho de Pedro II, acrescentando que essa foi a melhor edição do Festival de Inverno.

A advogada Clara Matos, de Teresina, disse que está curtinho o Festival de Inverno desde o primeiro dia e reconhece que muita coisa melhorou no evento. “Me diverti muito mais do que esperava. Valeu muito a pena. Foi ótimo ter vindo e ter visto o show do Skank”, destaca.

Depois, foi a vez da banda piauiense Batuque Elétrico fechar a noite com um show bem ‘made in Piauí’, tocando os sucessos da banda e de outras bandas locais. Houve homenagem emocionada a Naldo Oliveira, da banda Mero, morto na quinta-feira (31), dia em que se apresentaria no Festival de Inverno. No final, a banda tocou o melhor de Legião Urbana até às 3h30 da madrugada.

 

Segurança e infraestrutura

O Festival de Inverno mobiliza um forte esquema de segurança com cerca de 200 homens, no efetivo policial, seja pelo policiamento ostensivo, Corpo de Bombeiros, Cavalaria, policiamento motorizado, Polícia Civil, Forças Especiais, além de uma equipe da Secretaria de Saúde de prontidão em frente ao palco Opala. Na noite desse sábado, havia 170 homens em operação, sem qualquer registro fora da normalidade.

O comandante, major Pessoa, da Polícia Militar, destacou que a noite deste sábado reuniu 20 mil pessoas na Praça da Bonelle e em seu entorno.

O Festival de Inverno de Pedro II é uma realização do Governo do Estado, por meio das secretarias de Estado da Cultura e do Turismo, Prefeitura de Pedro II e Sebrae.


Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × quatro =