Beleza e Saúde

Exercícios de pouco impacto atraem grávidas para academias


Período marcado por transformações do corpo e na mente, a gestação impõe uma série de dúvidas para as mulheres.  Muitas evitam praticar exercícios físicos por receio, no entanto, com a orientação profissional correta, é possível fugir do sedentarismo nessa fase e garantir uma série de benefícios para nova mamãe e para o bebê. Esse cuidado especial aliado a uma alimentação saudável pode ser o segredo para uma gravidez mais tranquila.

Pensando nessas mudanças e na preocupação das mulheres com a sua saúde e a do bebê, as academias se especializam em oferecer tratamento diferenciado, atendendo a necessidade de cada mãe, de modo que durante a gestação, o organismo materno passa por várias alterações metabólicas, físicas e emocionais.  Assim, cada mudança é necessária para que esta nova mãe consiga atender todas as demandas características do período gestacional, do parto e do período pós parto. Dentre as principais alterações, é possível destacar o aumento da liberação de estrógeno e de progesterona; a alteração no tempo de reação e equilíbrio.; alterações nos processos emocionais e cognitivos, como insônia, ansiedade e outros.  Além do aumento das mamas, da frequência cardíaca e do volume de sangue.

 

 

Em geral, as atividades mais procuradas pelas gestantes estão relacionadas à caminhada, yoga e hidroginástica. Esta última, em especial, consegue proporcionar o alívio da pressão nas articulações dos membros inferiores, o auxílio do retorno venoso e do sistema linfático. Entretanto, uma gestante saudável e adepta da musculação (ou de outras atividades) pode continuar o seu treino tranquilamente desde que siga todas as orientações do professor e respeite os novos limites do corpo. Para proporcionar um atendimento diferenciado, a Bodytech oferece o BT Care, programa que foi criado com o objetivo de trazer saúde e bem-estar aos clientes que tenham alguma condição especial, como é o caso das mulheres grávidas. O intuito é melhorar a qualidade de vida durante a gestação através de uma grade de exercícios físicos e seguros que respeitam a individualidade e o processo gestacional.

“A primeira coisa que a gente pede é que a grávida converse com seu médico para que ele libere a atividade física. Depois disso, a gente vai conversar um pouco com ela para auxiliar na escolha da atividade ideal para o momento em que ela está. No programa Care faz uma anamnese e faz um programa de treinamento para cuidar mais de perto da grávida. Muitas se sentem em um momento delicado, com a autoestima baixa porque em muitos casos o corpo muda muito, ficam acima do peso. Então, a gente usa um pouco da psicologia também. Indicamos atividades com pouco impacto, como por exemplo a musculação, hidroginástica, aulas de alongamento, pilates, yoga”, afirma a professora de educação física Alline Lustosa.

Para a prática de atividades físicas é primordial o acompanhamento de um profissional de educação, com isso, na Bodytech todos os professores estão atentos ao equilíbrio postural, intensidade dos exercícios e frequência cardíaca. “Adotamos várias precauções, em especial a questão da intensidade do exercício, a duração da atividade física que ela vai fazer. Sempre aconselhamos que ela use um monitor cardíaco para nós ficarmos acompanhando a frequência dos batimentos dela para evitar que tenha alguma alteração na pressão arterial e que isso possa afetar ela e o bebê. As mulheres que já praticam atividade de impacto, como corrida e jump, antes de engravidar suportam bem. Mas nos casos em que a grávida era sedentária antes da gravidez, não aconselhamos. Também evitamos exercícios em que a mulher necessite ficar de barriga para baixo, por exemplo, por conta da tendência de ter diástase abdominal e esses exercícios podem aumentar mais, o que pode deixar a barriga mais flácida depois do parto”, finaliza a profissional.


Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + 7 =