Cidade Junina começa neste sábado (9) com shows de mais de 40 bandas

Tem início neste sábado (09) o principal evento junino do Piauí. A Cidade Junina traz este ano, em sua 24ª edição, mais de 40 atrações nacionais e locais para a Arena do Shopping Rio Poty, celebrando a cultura nordestina com seus ritmos, cores e sabores. A organização do evento estima que mais de 300 mil pessoas devam passar pelo local até o dia 16.
Com o tema “Cultura Popular”, em 2018 a Cidade Junina apresentará lendas piauienses, como Bumba meu Boi, Reisado, Cabeça de Cuia e Num se Pode, que irão compor todos os espaços do evento. A grande novidade deste ano é o I Concurso de Quadrilhas Juninas Escolares, que pretende integrar estudantes de ensino fundamental e médio. Ao todo, 14 escolas de diversas cidades do Estado se inscreveram e disputarão a premiação em dinheiro, de R$ 3.000 para o primeiro colocado, R$ 2.000 ao segundo e R$ 1.000 para o terceiro, além de troféus para os mais belos casais de noivos, Lampião e Maria Bonita e casal de matutos.
Quem for ao evento poderá pular, dançar e se animar ao som de bandas como Rosa Xote, Top Gun, Léo Cachorrão, Lilly Araújo, Forró Minamora, Janaína e Banda, João Veloso, Damásio Neto, Lene Silva, Banda Toda Boa e muito mais. Mas uma das atrações mais aguardadas é a cantora cearense Kátia Cilene, ex-vocalista do forró Matruz com Leite, que apresentará seu show no dia 14.
Ao longo de sua carreira, Kátia Cilene foi intérprete de sucessos como “O meu vaqueiro meu peão”, “Anjo de guarda” e “Minha verdade” nos 17 anos em que participou da banda de forró mais cogitada para as festas juninas de todo o Brasil, Mastruz com Leite, e ainda foi empresária e sócia da banda Forró do Bom. Desde 2016, ela segue trabalhando em carreira solo e, para a Cidade Junina 2018, vai trazer sua nova música de trabalho “Tem Jeito Não, Meu Coração é do Sertão”, que conta a paixão de todo nordestino por suas origens.
Além de música, a Cidade Junina terá ainda apresentações culturais, diversas barracas de comidas típicas, parque de diversão, concurso de quadrilhas, o tradicional casamento coletivo e shows de humor dos artistas Amaury Jucá e Lailtinho, que prometem arrancar muitas risadas na festa.
Festival de Quadrilhas
Este ano, o festival de quadrilhas reunirá 36 grupos de todo o Piauí na arena, entre os dias 12 e 16, dentro da Cidade Junina. O festival oferece uma das maiores premiações entre concursos juninos do país. O primeiro lugar na competição receberá o prêmio de R$ 10 mil, o segundo R$ 7 mil e o terceiro R$ 5 mil.
O diretor da quadrilha Luar do São João, Ramon Patrese, mostrou durante o lançamento uma prévia do que apresentarão no festival. “Estamos com 90% da nossa quadrilha pronta, só finalizando alguns detalhes e todos estão com uma expectativa muito grande para se apresentarem na Cidade Junina. No ano passado ficamos em segundo lugar, mas já somos tricampeões do evento, e neste ano queremos reassumir este posto”, avisou Ramon.

Programação cultural do ExpoTeresina e II Arraiá dos Municípios terá bandas nacionais e locais

Encerrando as festividades juninas,  o Parque de Exposição Dirceu Arcoverde (zona Sudeste) será palco para a segunda edição do ExpoTeresina, um dos mais importantes eventos agropecuários da capital, entre os dias 21 e 24 de junho. Paralelamente, acontece o II Arraiá dos Municípios. Esta edição, o objetivo é unir diversos segmentos, evidenciando a cultura nordestina.
Além de exposições, a programação terá leilão, palestras e cursos nos segmentos rurais e de empreendedorismo, circuito de vaquejada, competições, festival de quadrilhas, feira de negócios e artesanato, parque de diversões, shows nacionais e locais e praça de alimentação.
Em parceria com o ExpoTeresina, a Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMC) irá levar bandas como Fulô do Sertão e bois para o espaço. De acordo com o presidente da FMC, Luis Carlos Alves,  este será o grande evento junino da capital. “Estamos em um momento de união e essa parceria que envolve diversos segmentos com cultura e arte, faz parte do que queremos mostrar a sociedade, a qualidade dos nossos artistas”, afirmou.
Programação
21/06 (Quinta-feira)
Tony Guerra & Forró Sacode;
Sandália de Couro;
Meu Xodó com Ieda Melo;
Rosa Xote;
22/06 (Sexta-feira)
Flávio José;
Cesinha Garcia;
Forró Absoluth;
Sirano & Sirino;
23/06 (Sábado)
Boi Mimo de São Jorge;
Banda da Cumadi;
Toda Boa;
Toca do Vale;
24/06 (Domingo)
Marcos Pajeú;
Fulô do Sertão;
João Pisada Estilizado;
Mara Pavanelly

2º Encontro Regional do Ministério Público do Piauí acontece esta semana em Parnaíba

Nessa quinta-feira, dia 7 de junho, começa em Parnaíba, o 2˚ Encontro Regional do Ministério Público do Estado do Piauí. A programação segue até o dia 9, com o objetivo de promover o aperfeiçoamento de membros e servidores da instituição e aproximar ainda mais o MPPI da sociedade. A abertura será às 18:30h, no Auditório da Universidade Federal do Piauí (UFPI) em Parnaíba – Campus Ministro Reis Velloso (Av. São Sebastião, nº 2819 – Bairro Nossa Sra. de Fátima).

Na sexta-feira, 8 de junho, a partir das 7:30h, haverá uma Carreata “MP Pela Paz no Trânsito” partindo da praça Mandu Ladino em direção à nova Sede das Promotorias de Justiça de Parnaíba, que será inaugurada às 8:30h.

Durante o evento, temas importantes como a “Atuação do MP na Segurança Pública” e “Segurança nas Eleições 2018” estarão em debate, no campus da UFPI. Os Centros de Apoio Operacional, órgãos auxiliares do MPPI, vão apresentar uma mostra do trabalho que vem sendo realizado em áreas como saúde, educação, meio ambiente, defesa do patrimônio público e combate à corrupção. Além disso, o Procon Itinerante e a Ouvidoria do MPPI estarão realizando atendimentos à população na Praça da Graça, no centro de Parnaíba.

Mais sobre o Encontro Regional

Em 2017, foi realizada a primeira edição do Encontro Regional, em Oeiras, primeira capital do Piauí. O evento teve foco na valorização da cultura, na atuação ministerial resolutiva e na aproximação entre o MPPI e a sociedade. Considerando o sucesso da primeira empreitada, a Procuradoria Geral de Justiça espera que o encontro deste ano seja ainda mais proveitoso.

Salipi recebe nesta terça-feira o jornalista e escritor Eduardo Bueno

A 16ª edição do Salão do Livro do Piauí (Salipi) recebe nesta terça-feira (05), a partir das 19h, o escritor, jornalista, editor e tradutor, Eduardo Bueno. A atração desta noite no 21º Seminário Língua Viva, tem coluna semanal no Jornal Zero Hora, onde toda sexta-feira publica texto inédito e está à frente do programa Não Vai Cair no Enem, no Canal Buenas Ideias no Youtube, abordando temas sobre a História do Brasil.

 

Antes da palestra de Eduardo Bueno e seguindo a programação desta terça-feira o evento inicia com a presença do jornalista Uirá Machado que ministrará a palestra “Manual da Redação – as normas da escrita e conduta do principal Jornal do País”, a partir das 9h. A tarde a programação traz aulas de preparatório para o Enem das 14h às 17h30.

 

Com o tema “Uma casa sem livros é um corpo sem alma” o Salipi conta também com apresentações artísticas, culturais, bate-papo literário e feira de livros. Realizado pela Fundação Quixote, em parceria com a UFPI, o Salipi tem patrocínio do Governo do Estado, da Caixa e da Prefeitura Municipal de Teresina. A programação completa está disponível no site www.salipi.com.br

Festival de Inverno: Skank reúne 20 mil pessoas em Pedro II

 

A multidão foi ao delírio na terceira noite do Festival de Inverno de Pedro II, com o show da banda Skank, que não deixou ninguém parado em quase duas horas de show. A banda mineira provocou, também, um novo recorde de público em 15 anos de evento, porque atraiu cerca de 20 mil pessoas em torno do palco Opala, montado na Praça Manoel Nogueira Lima (Bonelle).

A noite começou inspirada com muito jazz, blues e bossa nova na voz da cantora Alma Thomas. Depois, a banda Retrô surpreendeu o público com o melhor do rock dos anos 80 e 90, fazendo o esquenta, antes de a banda Skank subir ao palco. A partir daí, a temperatura subiu sem parar.

O líder da banda, Samuel Rosa, interagiu e se divertiu muito com a plateia, que já estava enlouquecida com a presença no palco do ídolo e de uma das bandas mais queridas do país, que marcou gerações em quase três décadas de sucesso. Ele ofereceu o show aos pedrosegundenses que moram em São Paulo e revelou estar feliz por cantar em uma cidade do interior, aliás, essa foi a primeira vez que a banda tocou fora da capital.

 

Foi um sucesso atrás do outro. Começando do início da carreira da banda como “Pacato Cidadão”, “Jackie Tequila”, “Esmola”, e a bela versão de “Vamos Fugir”, de Gilberto Gil. Depois, os hits que embalaram os corações de muita gente, como: “Tão seu”, “Dois rios”, “Te ver” e “Sutilmente”, sempre com muita interatividade e provocações de Samuel Rosa com o público. No fim do show, a plateia, claro, pediu bis e recebeu. Samuel Rosa fez questão de agradecer a oportunidade de estar em Pedro II.

“O Skank foi a melhor banda que passou pelo Festival nesses 15 anos. O show foi excelente”, revela o técnico em informática, Felipe Santos, filho de Pedro II, acrescentando que essa foi a melhor edição do Festival de Inverno.

A advogada Clara Matos, de Teresina, disse que está curtinho o Festival de Inverno desde o primeiro dia e reconhece que muita coisa melhorou no evento. “Me diverti muito mais do que esperava. Valeu muito a pena. Foi ótimo ter vindo e ter visto o show do Skank”, destaca.

Depois, foi a vez da banda piauiense Batuque Elétrico fechar a noite com um show bem ‘made in Piauí’, tocando os sucessos da banda e de outras bandas locais. Houve homenagem emocionada a Naldo Oliveira, da banda Mero, morto na quinta-feira (31), dia em que se apresentaria no Festival de Inverno. No final, a banda tocou o melhor de Legião Urbana até às 3h30 da madrugada.

 

Segurança e infraestrutura

O Festival de Inverno mobiliza um forte esquema de segurança com cerca de 200 homens, no efetivo policial, seja pelo policiamento ostensivo, Corpo de Bombeiros, Cavalaria, policiamento motorizado, Polícia Civil, Forças Especiais, além de uma equipe da Secretaria de Saúde de prontidão em frente ao palco Opala. Na noite desse sábado, havia 170 homens em operação, sem qualquer registro fora da normalidade.

O comandante, major Pessoa, da Polícia Militar, destacou que a noite deste sábado reuniu 20 mil pessoas na Praça da Bonelle e em seu entorno.

O Festival de Inverno de Pedro II é uma realização do Governo do Estado, por meio das secretarias de Estado da Cultura e do Turismo, Prefeitura de Pedro II e Sebrae.

Multidão lota a Praça da Bonelle na segunda noite do Festival de Inverno de Pedro II

 

Uma mistura de ritmos deu o tom na segunda noite do Festival de Inverno de Pedro II, com muito jazz, blues, pop, rom MPB, rock e reggae. O público novamente marcou presença, lotou a Praça Manoel Nogueira Lima (Bonelle) e se embalou até a madrugada. Segundo estimativa da Polícia Militar, 10 mil pessoas estiveram prestigiando mais uma noite de grandes atrações.

A noite começou com o Tributo a Frank Sinatra feito pelos cantores Soraya Castelo Branco, Ana Júlia Veloso, Bebeto Paz e Flávio Moura, que interpretaram os grandes sucessos do cantor. Em seguida, entrou no palco a cantora e compositora Vanessa da Mata, que deixou o público ainda mais apaixonado pela artista matogrossense, uma das mais talentosas e aplaudidas de sua geração.

 

O público cantou e se encantou com Vanessa da Mata, que voltou ao palco do Festival de Inverno pela segunda vez, trazendo novas músicas e sucessos no repertório de sua nova turnê. “Caixinha de Música”, além de uma performance arrebatadora.

A turista Janete Pinho, que mora em Teresina, disse que foi tudo perfeito no show da Vanessa da Mata. “Ela tem uma presença de palco incrível e deu para ver o quanto ela tem muitos fãs. Além de ser muito simpática, tem muito talento. Eu já conhecia as músicas dela, mas agora virei fã”, revela.

Logo após o show de Vanessa da Mata, subiu ao palco Opala a banda RC na Veia, que trouxe grandes sucessos do Rei Roberto Carlos, com novos arranjos e uma pegada roqueira que agradou a plateia. Já era 2h da madrugada quando o cantor Fauzi Beydoun e da banda Soul Vibe iniciou sua apresentação, com sucessos da banda Tribo de Jah e mostrando o ritmo do Reggae’n Blues.

 

Foi uma noite de grande público, lotando a Praça da Bonelle. Uma superestrutura foi montada pela Prefeitura de Pedro II e o Governo do Estado para garantir a segurança da população. Além do efetivo policial, viaturas da PM, Corpo de Bombeiros e uma ambulância estavam presentes.

A Polícia Militar, novamente, estimou em cerca de 10 mil pessoas o público presente na Praça da Bonelle e no seu entorno. “Foi uma noite muita tranquila, como o Festival, até o presente momento. A gente vê que as pessoas estão se divertindo, aproveitando o evento, o que é bom para a população local e para os visitantes”, destaca o tenente coronel Mota.

“Nosso objetivo é encher esses corredores de gente que quer aprender”, afirma Kássio Gomes

Foi realizada na noite de sexta, 1º, a solenidade de abertura do Salão do Livro do Piauí – SALIPI, no no Cine Teatro da Universidade Federal do Piaui. O evento, que reúne uma intensa programação até o dia 10 de junho, acontece no Espaço Rosa dos Ventos, e espera reunir mais de 20 mil visitantes por dia. O homenageado deste ano é o articulista piauiense Arimathéa Tito Filho.

Durante a solenidade de abertura, o reitor da UFPI, Prof. Dr. José Arimatéia Dantas Lopes, falou sobre o grande público que participa do Salão. “Tenho certeza que esse ano vamos superar o número de visitantes de anos anteriores”, apostou o reitor. Ele lembrou ainda que a realização do evento literário na UFPI beneficia principalmente a população, que ganha um espaço de livros e cultura.

Presente durante a solenidade, a vice-governadora Margarete Coelho fez questão de lembrar que apesar das dificuldades, o Salipi continua crescendo a cada ano. A gestora falou ainda que o evento faz parte da nossa história e da nossa cultura. “O Salipi prepara o leitor do futuro e mostra o mundo através da literatura, fazendo com que as crianças e jovens conheçam e respeitem a nossa cultura”, disse a vice-governadora.

Segundo o presidente da Fundação Quixote, Kássio Gomes, todo ano o evento traz novidades, e esse ano será um curso de literatura ministrado pela professora Danny Barradas. Ele fez questão de lembrar que esse é um dos poucos eventos literários que oferece uma programação tão diversificada gratuita ao público. “Nosso objetivo é encher esses corredores de gente que quer aprender, ver algo novo, de ler”, afirma Kássio.

São quatro aulas nos turnos da manhã e tarde, que vão das 9h às 12h e 14h às 17h, nos dias 02 e 03 de junho. Os temas são: Quasímodo, uma maldição ou uma dádiva; Só Shakespeare salva; Amebas plenas em um mundo de fanáticos; Porque você deve estudar literatura clássica. Os interessados que se inscreverem para o curso poderão participar das palestras que ocorrem à noite.

 

O Salipi repetirá o sucesso dos anos anteriores trazendo autores de projeção nacional e regional, como Jose de Nicola, Bráulio Bessa, Gabriel o Pensador, Márcia Tiburi e Raphael Montes. Consagrado como o maior evento literário do Estado, o SALIPI movimenta salas de bate-papo literário, palestras com exposições, música, dança, apresentações teatrais e comercialização de livros, no Espaço Rosa dos Ventos. O evento é uma realização da Fundação Quixote em parceria com a UFPI. Todas as informações em www.salipi.com.br.

Teresina em Dança apresenta espetáculo Peter Pan nesta sexta-feira (01)

Iniciando as atividades do mês de junho, o projeto Teresina em Dança leva ao palco do Teatro Municipal João Paulo II, mais conhecido como Teatro do Dirceu, o espetáculo Peter Pan, do grupo Le Ballet Studio de Dança. A apresentação será realizada nesta sexta-feira (01), a partir das 19h, com entrada gratuita.

 

Em um espetáculo de 40 minutos, a apresentação conta a história de um menino que nunca cresce. Peter Pan vive na Terra do Nunca, juntamente com garotos que caíram do carrinho quando a babá se descuidou e a fada Sininho. Juntos eles vivem grandes aventuras.

 

O Teresina em Dança foi pensado para atender o cenário cultural local. Seu grande objetivo é difundir as artes cênicas focando no segmento da Dança, que a cada ano revela novos talentos na cidade.

 

O Teatro João Paulo II é mantido pela Prefeitura de Teresina, através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves (FMCMC).

Chico César é atração confirmada no Salipi 2018

De 01 a 10 de junho será realizado o Salão do Livro do Piauí (Salipi) no Espaço Rosa dos Ventos na Universidade Federal do Piauí (UFPI). A maior feira literária do Estado está com uma programação diversificada. Além de palestras, feira de livros e bate papo-literário, o público vai contar também com diversas apresentações musicais, com destaque para os cantores Gabriel Pensador e Chico César, além de músicos locais.

Esse ano, duas atrações nacionais subirão ao palco Marcus Peixoto. Gabriel Pensador se apresenta no primeiro domingo, 03 de junho, às 21h, e o cantor Chico César encerra o Salipi, no domingo dia 10 de junho, às 22h, com grande show que será aberto pela banda piauiense Validuaté, às 21h.

O Cantor Chico César vai encerrar as atividades do Salipi com grande show

 

Chico César vai apresentar ao público o seu mais novo show “Estado de Poesia”, seu novo DVD, gravado no Recife com 1 hora e 15 minutos de duração. Esse é o primeiro trabalho autoral de Chico César em oito anos e marca seu retorno aos palcos com novas composições e uma nova banda. Além disso, o show também conta com a compilação dos maiores sucessos do artista.

 “Estado de Poesia” (Natura Musical) é um disco que une a riqueza dos ritmos brasileiros à sonoridade universal. Num mesmo álbum, samba, forró, frevo, toada e reggae se misturam e dão vida ao novo trabalho de Chico César. Durante todos os dias do Salipi o público vai poder apreciar também o melhor da música piauiense no palco Marcus Peixoto.

Mais informações

www.salipi.com.br

Homenagens marcam abertura do II Congresso de Estudos Políticos

 

Com auditório lotado, a abertura do II Congresso de Estudos Políticos e Constitucionais da OAB-PI, ocorrida na noite dessa quinta-feira (24), levou estudantes e operadores do Direito à refletir acerca dos 30 anos da Constituição Federal. Durante a solenidade, foram homenageados os 14 parlamentares piauienses que participaram da construção da Carta Magna brasileira, em 1988. A solenidade de abertura contou ainda com a apresentação The Cello Esemble.

 

 

 

Para o presidente da OAB-PI, Chico Lucas, a homenagem é um pequeno gesto para reconhecer o importante trabalho desses parlamentares. “Há 30 anos (os parlamentares) fizeram debates e estabeleceram com a sociedade uma discussão profícua e deixaram ao Brasil um documento importante e que ainda precisa ser construído diariamente pelos operadores do direito, por nós advogados e por todos os cidadãos, que precisam conhecer esse documento histórico que é um grito de liberdade, em busca da redemocratização e, principalmente, por inclusão”, disse.

Jesus Tajra Filho recebeu homenagem

 

Átila Filho

 

 

Receberam a homenagem da OAB-PI os parlamentares-constituintes: Átila Freitas Lira, Felipe Mendes de Oliveira, Jesualdo Cavalcante Barros, Jesus Elias Tajra, José Luiz Martins Maia, Mussa de Jesus Demes (in memoriam), Myriam Nogueira Portella Nunes, José Francisco Paes Landim, Heráclito de Sousa Fortes, Paulo de Tarso Tavares Silva, Hugo Napoleão do Rego Neto, João Calisto Lobo (in memoriam), Álvaro dos Santos Pacheco e Francisco das Chagas Caldas Rodrigues.

Felipe Mendes
Jesualdo Cavalcante Barros

 

Felipe Mendes falou em nomes dos homenageados e destacou que elaborar a Constituição de 1988 foi um trabalho muito intenso, com duração de aproximadamente 20 meses ininterruptos. “Gostaria de lembrar para os que nasceram depois que antes de discutir ou estudar o texto da Constituição é preciso conhecer ou saber as circunstâncias que levaram a esse documento, não só no Brasil como no mundo”, frisou ao apresentar todo o contexto histórico da época, como as Diretas Já e a Lei da Anistia.

A presidente da Comissão de Estudos Constitucionais da OAB-PI e coordenadora geral do evento, Deborah Dettmam fez um discurso de agradecimento ao Instituto de Estudos Políticos Constitucionais, à Universidade Federal do Piauí e à Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí pelo apoio à realização do evento, cuja programação segue até este sábado (26), com grandes debates.

Palestra Magna

Abrindo a programação de palestras, o procurador do Ministério Público de São Paulo, Ronaldo Porto de Macedo, fez uma “Crítica ao uso e abuso da ideia de ponderação na interpretação constitucional. Segundo ele, o objetivo de sua fala foi de oferecer uma espécie de esquema de reflexão de temas que estão relacionados aos usos e abusos da ideia de ponderação na interpretação constitucional, mas na dimensão teórica, filosófica e conceitual. A mesa teve como debatedores os professores Horácio Mousinho e Nelson Juliano Matos.

 

Confira a programação dos próximos dias:

Dia 25/05/2018 (sexta-feira)

14h00 – Conferência do Senador da República Antonio Augusto Junho Anastasia: “A nova administração pública brasileira”

Presidente de mesa: Prof.ª Dr.ª Deborah Dettmam Matos

15h30 – Conferência do Prof. Dr. André Regis de Carvalho: “Federalismo, educação e o espírito da Constituição após 30 anos”

Debatedor: Prof. MSc. Fernando Eulálio Nunes

Presidente de mesa: Prof. Dr. Efren Paulo Porfírio de Sá Lima

17h00 – Intervalo

17h30 – Conferência da Prof.ª Dr.ª Clarissa Fonseca Maia: “As mulheres na Assembleia Constituinte e a situação atual”

Debatedora: Prof.ª Dr.ª Maria Laura Lopes Nunes

Presidente de mesa: Dr. Francisco das Chagas Gerson de Rezende Monte

18h30 – Painel de debate: “Teoria dos freios e contrapesos: sobre os limites dos poderes na interpretação constitucional”

Debatedores: Prof.ª Dr.ª Deborah Dettmam Matos

Juiz Federal Adonias Ribeiro de Carvalho Neto

Mediador: Prof. Esp. Alysson Nunes Santos

19h30 – Encerramento do segundo dia

Dia 26/05/2018 (sábado)

08h00 – Conferência da Dr.ª Paula Pessoa Pereira: “A força dos precedentes na jurisdição constitucional”

Debatedor: Prof. Dr. Leandro Maciel do Nascimento

Presidente de Mesa: Prof. Esp. Samuel Barbosa de Carvalho

09h00 – Conferência do Prof. Dr. Valcir Gassen: “Matriz tributária regressiva e os 30 anos da Constituição Federal: pacto pela manutenção da (des)igualdade”

Debatedor: Prof. Dr. Samuel Pontes do Nascimento

Presidente de mesa: Prof.ª Dr.ª Olívia Brandão de Melo Campelo

10h00 – Intervalo

10h30 – Painel de debate: “Corrupção na política: origem do problema e medidas eficazes de combate à corrupção”

Debatedores: Prof. Dr. Cleber de Deus Pereira da Silva

Prof. Dr. Milton Gustavo Vasconcelos Barbosa

Juiz Federal Francisco Hélio Camelo Ferreira

Mediador: Prof. MSc. Berto Igor Caballero

12h00 – Encerramento do Congresso

Reunião entre vereadores e representante da Uber acontece nesta quinta-feira (24)

Vai acontecer, nesta quinta-feira (24), às 10h30, na Câmara Municipal de Teresina, uma reunião entre vereadores e o Relações Públicas da Uber no Nordeste, Silas Cardoso. O encontro tem como objetivo discutir a forma de serviço oferecida pela plataforma e integra o debate sobre a regularização do serviço de transporte individual por meio de aplicativos na cidade de Teresina.

A reunião foi marcada pelo presidente da Comissão de Transportes da Câmara Municipal de Teresina, vereador Deolindo Moura (PT). “Fui o primeiro parlamentar a puxar a questão da regularização dos serviços de transporte individual de passageiro por aplicativo e busquei contato com a Uber desde o primeiro momento. Alguns dias atrás, o Relações Públicas do Nordeste retornou meu contato e se prontificou a vir a Teresina para discutir a situação”, diz.

O vereador explica que o representante da empresa deve fornecer informações importantes para o processo de regulamentação do serviço na capital. “Durante as discussões, muitas pessoas colocaram que a ausência de um representante oficial das empresas dificultava o debate acerca da regulamentação, então agora acredito que vamos avançar ainda mais nesse sentido. O Relações Públicas que virá a Teresina vai poder explicar como funciona a triagem para os motoristas que são selecionados, informar a quantidade de motoristas que atuam pelo serviço hoje em Teresina e até dar sugestões de como chegar a essa regulamentação, tomando como base o que já aconteceu em outras cidades”, finaliza.

Dom Jacinto é agraciado com título de cidadania piauiense

A Assembleia Legislativa do Piauí concedeu nesta terça-feira (22) título de cidadania piauiense ao arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito. A honraria foi proposta pelo deputado estadual Luciano Nunes, uma forma de homenagear o arcebispo que é natural de Bacabal, no Maranhão.

Para Luciano Nunes, Dom Jacinto Brito tem cumprido sua missão junto à Igreja Católica em Teresina, seguindo o evangelho de Jesus. “Nosso arcebispo desenvolve um trabalho social de catequese, inspiração, humanização, e tem um testemunho muito forte de solidariedade e fraternidade. Portanto, é uma justa homenagem que nós piauienses prestamos ao arcebispo, que tem uma história de vida e luta e que já deu uma contribuição imensa para Teresina e para o Estado do Piauí”, disse o deputado.

 

Jacinto Furtado de Brito Sobrinho, é natural de Bacabal, no Maranhão. Realizou seus primeiros anos de estudos no Grupo Escolar Osvaldo Aranha (1ª a 4ª séries) e no Colégio Nossa Senhora dos Anjos (5ª a 8ª séries), em Bacabal. Fez estudos secundários no Seminário Santo Antônio, em Campina Grande. Estudou Filosofia no Seminário Provincial de Fortaleza e no Seminário Regional do Nordeste, em Recife. Cursou Teologia no Seminário Regional do Nordeste, em Recife. Possui formação em psico-pedagogia.

Foi ordenado padre no dia 15 de janeiro de 1972, em Bacabal, e nomeado bispo de Crateús pelo Papa João Paulo II, em 18 de fevereiro de 1998. Dom Jacinto Furtado de Brito Sobrinho foi o 2º bispo diocesano de Crateús, sucedeu a Dom Antônio Batista Fragoso. É o 7º arcebispo de Teresina, sucedendo a Dom Sérgio da Rocha.

Comecei minha missão na Arquidiocese de Teresina em fevereiro de 2012, uma missão bastante gratificante e enriquecedora. Me ordenei padre em 1962, atuei nos Estados do Maranhão, Pernambuco, Bahia e Piauí, mas somente aqui me sinto totalmente num ponto de apoio. O Piauí é o Estado mais católico do Brasil e me sinto bastante confortável no Estado. Espero honrar o meu papel de cidadão piauiense”, afirmou Dom Jacinto Brito.

 

Sessão no Congresso Nacional homenageia APL e lembra morte de Herculano Moraes

Durante sessão solene ocorrida na manhã desta segunda-feira (21), o Congresso Nacional prestou uma homenagem aos 100 anos da Academia Piauiense de Letras. Em seu discurso, o senador Elmano Férrer, proponente da homenagem, destacou o papel da instituição para a difusão e preservação da cultura literária piauiense e lamentou a morte do acadêmico Herculano Moraes, ocorrida na quinta-feira (17).
O Conselheiro Federal da OAB, Celso Barros Neto. a vice-governadora Margô Coelho;p presidente da APL/PI, Nelson Nery Costa e Chico Lucas, presidente da OAB/PI
Segundo o senador Elmano Férrer, a instituição centenária é fruto da ousadia de um grupo de intelectuais, seus fundadores, e se tornou, ao longo do tempo, referência. “Desde então, a APL tornou-se a nossa guardiã da cultura, da educação e do saber e congrega os maiores expoentes do meio cultural do nosso Estado. A exemplo da criação da Academia Brasileira de Letras, a fundação da Academia Piauiense de Letras foi um ato de ousadia dos intelectuais da época que assumiam, a partir dali, as rédeas das ações culturais do nosso Estado. Dentre as inovações, a Revista da APL merece destaque. É a mais antiga publicação literária em atividade no Estado, um importante veículo de difusão do gosto pela literatura, a linguística, a história e sua geografia”, disse.
Elmano destacou também a dinamicidade com que a Academia vem trabalhando e desenvolvendo diversos projetos, como a Coleção Centenário, a instalação do Museu da Cultura Literária Piauiense e a reforma do prédio sede da instituição, obra que preservou toda a arquitetura da centenária Casa de Lucídio Freitas. “O rol de personalidades da APL traz nomes que enchem de orgulho o nosso povo. São poetas, escritores e juristas da estatura do atual e dinâmico presidente, Nelson Nery Costa, que exerce magnífica gestão, conduzindo diversas iniciativas de incentivo à produção entre os acadêmicos e a sociedade em geral”, afirmou.
O presidente da APL/PI, Nelson Nery Costa com sua mãe Glória Nery
Foi lembrado também que alguns membros da Academia também tiveram passagem pelo Congresso Nacional, a exemplo de Alberto Silva, Hugo Napoleão e Petrônio Portela.
A sessão solene foi presidida pela senadora Regina Sousa e teve proposição conjunta do deputado federal Paes Landim. O presidente da instituição, Nelson Nery Costa, alguns acadêmicos e seus familiares, além de convidados e a vice-governadora Margarete Coelho, estiveram presentes à solenidade.
Glorinha Nery, Nelson Nery Costa com a esposa Lavínia Brandão e os filhos
Memória
O senador Elmano Férrer fez referência também, durante seu discurso, à morte do acadêmico Herculano Moraes, jornalista e escritor falecido na quinta-feira (17). O parlamentar lembrou do seu importante papel como secretário estadual de Comunicação e sua atividade literária. “Proponho que esta sessão seja também em homenagem ao grande jornalista Herculano Moraes”, finalizou.
Confira detalhes nos vídeos

Cidade Junina aguarda mais de 300 mil pessoas em uma semana de festa

Lilly Araújo no lançamento do Cidade Junina
Oito dias de pura alegria, cor, cheiros e sabores típicos do mês mais nordestino do ano. A 24ª edição da Cidade Junina, evento mais tradicional de celebração da cultura junina foi lançado neste final de semana e tem a expectativa de receber um público superior a 300 mil pessoas no Shopping Rio Poty.
O evento, que irá acontecer 09 a 16 de junho, terá em sua programação o tradicional festival de quadrilhas, juninas escolares, feira de produtos e serviços, feira de gastronomia com o melhor da comida nordestina, casamento comunitário de mais de 200 casais, parque de diversões, shows musicais, de humor e diversas atrações culturais.
Este ano, o festival de quadrilhas reunirá 36 grupos de todo o Piauí na arena, entre os dias 12 e 16, dentro da Cidade Junina. O festival oferece uma das maiores premiações entre concursos juninos do país. O primeiro lugar na competição receberá o prêmio de R$ 10 mil, o segundo R$ 7 mil e o terceiro R$ 5 mil.
O diretor da quadrilha Luar do São João, Ramon Patrese, mostrou durante o lançamento uma prévia do que apresentarão no festival. “Estamos com 90% da nossa quadrilha pronta, só finalizando alguns detalhes e todos estão com uma expectativa muito grande para se apresentarem na Cidade Junina. No ano passado ficamos em segundo lugar, mas já somos tricampeões do evento, e neste ano queremos reassumir este posto”, avisou Ramon.
Com o tema “Cultura Popular”, em 2018 a Cidade Junina apresentará lendas piauienses, como Bumba meu Boi, Reisado, Cabeça de Cuia e Num se Pode, que irão compor todos os espaços do evento. A grande novidade deste ano é o I Concurso de Quadrilhas Juninas Escolares, que pretende integrar estudantes de ensino fundamental e médio. Ao todo, 14 escolas de diversas cidades do Estado se inscreveram e disputarão a premiação em dinheiro, de R$ 3.000 para o primeiro colocado, R$ 2.000 ao segundo e R$ 1.000 para o terceiro, além de troféus para os mais belos casais de noivos, Lampião e Maria Bonita e casal de matutos.