Teresina ganha mais um espaço para arte e cultura

No último final de semana, Teresina ganhou um novo ambiente para exposições de arte e cultura, é o Sobrado. Situado na zona leste da cidade, o local foi inaugurado com as exposições de Lysmark Lial e Gabriel Archanjo. Além disso, o espaço conta com um agradável café bar, para os visitantes.

Fachada do Sobrado
Fachada do Sobrado
DSC_0023
A inauguração do sobrado teve presença de apreciadores de artes de todas as idades(Foto: Felipe Farias)
DSC_0032
Vista de um dos espaço do Sobrado, o Café Bar Alquimia(Foto: Felipe Farias)

O designer, fotógrafo, publicitário e pintor Lysmark Lial, aprestou ao público a instalação “Transgressão”, que une pintura contemporânea à performance corporal e verbal, figurando em um conceito de violação de regras e padrões  ligadas ao corpo. As obras receberam interação entre artistas e o público e ganhou forma a partir de fotografias íntimas, fruta de experimentação  nas mídias sociais com a chamada de nome: “Manda Nudes”.

Um dos expositores da noite foi Lysmark Lial(foto: Felipe Farias)
Um dos expositores da noite foi Lysmark Lial(foto: Felipe Farias)
Exposição Transgressão(foto: Divulgação)
Exposição Transgressão(foto: Divulgação)
Transgressão uniu obras de artes e modelos vivos(Foto: Divulgação)
Transgressão uniu obras de artes e modelos vivos(Foto: Divulgação)

Já o artista plástico teresinense, Gabriel Archanjo, expôs suas obras, que tiveram o Deus da mitologia grega Hermes, como mote de idealização do trabalho, que de acordo com o próprio Gabriel, tem como objetivo reunir amigos e provocar esse encontro ele e o público. O autodidata já é bastante conhecido na cidade por seu trabalho, que nesse em específico tem como assinatura o subjetivismo, o ritmo caligráfico e a marca forte do traçado.

O artista Gabriel Archanjo(Foto: Felipe FArias
O artista Gabriel Archanjo(Foto: Felipe Farias)

 

DSC_0007
Alguns dos desenhos do artista plástico Gabriel Archanjo(Foto: Felipe Farias)
DSC_0001
As obras de Gabriel tiveram como inspiração o deus grego Hermes(foto: Felipe Farias)
DSC_0015
Quadro escultura de Gabriel Archanjo(Foto: Felipe Farias)

Turismo:Delta do Parnaíba é um boa opção para as férias no Piauí

Neste mês de Julho, muitos turistas aproveitam para conhecer o passeio do delta do Parnaíba. Com uma paisagem exuberante, com dunas, espelhos d’água, mangues e ilhas fluviais, o Delta tem cenário paradisíaco. Situado entre os estados brasileiros do Piauí e Maranhão é o único das Américas e um dos três do mundo em mar aberto.

Foto: Paulo Barros
Foto: Paulo Barros

 

O Delta do Parnaíba faz parte do roteiro formado ainda pelos Lençóis Maranhenses (MA) e Jericoacoara (CE) e em 2009 foi eleito o destino de melhor roteiro turístico do país pelo Ministério do Turismo (Mtur). “Guardamos uma riqueza única. O Nordeste é uma região encantadora pelas paisagens, pelo seu povo e culinária. O Delta é um santuário ecológico”, ressalta o secretário de Turismo do Piauí, Flávio Nogueira Júnior.

deltajpg
Foto: Divulgação

Segundo a gerente de uma empresa comercial de turismo, Carina Camara, as empresas trabalham com pacotes turísticos personalizados do Piauí.  “Oferecemos a praia da Barra Grande, hoje muito procurada por amantes de esportes como o Kitesurf e por famílias que vêm a procura de um local para descansar em praias de águas quentes e claras, temos também especial procura pelos passeios ao Delta do Parnaíba, o mais procurado de todos é o passeio de lancha privativo do dia todo, fazendo a baia do feijão bravo, parada na Ilha das Canárias para almoço e fechando com chave de ouro com a revoada dos guaras, um espetáculo a parte”, explica a gerente.

delta-do-parnaiba-7
Foto: Divulgação

Uma equipe da Setur presta informações em um quiosque localizado na Orla de Atalaia. “Ficaremos até o fim desse mês. O que nos chama atenção é que não são apenas piauienses, mas turistas de outros estados que vieram conhecer o litoral por indicação de amigos ou parentes, sem dúvidas, todos eles vão sair encantados com a paisagem do Delta do Parnaíba”, finaliza a turismóloga Alberita Nunes, ressaltando o interesse dos turistas em informações no roteiro integrado que liga os três estados do Ceará, Piauí e Maranhão, a rota das emoções.

Música Para Todos recebe mostra Sonora Brasil

 

De sábado (23) até a próxima terça-feira (26), a sede do projeto Música Para Todos recebe um grande evento com artistas de vários cantos do país. O espaço terá apresentações da Mostra  Sonora Brasil – Violas Brasileiras-, promovido pelo Sesc a partir das 19h30 com entrada franca.

Arquivo: Divulgação
Arquivo: Divulgação

O projeto é um dos maiores espetáculos de circulação nacional. As apresentações tem entrada franca e acontecem na Sala Agostinho Pinto, na sede do Música Para Todos, localizado na Av. Pedro Almeida, 145, São Cristóvão.

Em Teresina, o projeto inicia neste sábado, a partir das 19h30 com a apresentação do espetáculo Violas Singulares (MT/SP/TO) com os violonistas Sidnei Duarte, Rodolfo Vidal e Maurício Ribeiro. No domingo (24), será apresentado o espetáculo Violas Caipiras (SP) com Levi Ramiro e Paulo Freire. Na segunda-feira (25), o espaço recebe Antônio Madureira, Ivanildo Vilanova e Cássio Nobre com as Violas no Nordeste (PE/BA). Encerrando a programação, na terça-feira (26) o espetáculo Violas em Concerto (PR/RJ) com Fernando Deghi e Marcus Ferrer.

 

O Sonora Brasil é promovido pelo Departamento Nacional do Sesc, realizado em parcerias com os Departamentos Regionais, que objetiva o destaque para a música de tradição oral e escrita no Brasil, essencialmente de caráter acústico, que não encontram atualmente espaço na mídia.

 

Contribuindo para amenizar esta lacuna, o Sonora Brasil busca, e torna acessível, o despertar do público para a música de tradição oral histórica, incentivando o olhar crítico sobre os mecanismos de difusão de música no país, além de fomentar práticas de apreciação artística, proporcionando oportunidades de acesso aos comerciários e público em geral de conhecerem mais de perto, o trabalho de compositores e intérpretes, tanto de raiz popular quanto de cunho acadêmico.

Fonte: Ascom

Espetáculo nacional Morder a Língua é apresentado em Teresina

Nos dias 29 e 30 de julho, o espetáculo Morder a Língua chega aos palcos teresinenses. A performance de dança contemporânea, atualmente em circulação nacional acontece nesses dois dias, às 20H, no Teatro do Boi. O trabalho é uma coautoria dos artistas João Lima (Brasil), Anna Rubirola (Espanha) e Cecilia Colacrai (Argentina). A turnê é contemplada pelo Prêmio Funarte Klauss Vianna 2014, do Ministério da Cultura, e já contou com apresentações em Palmas e São Paulo e ainda segue para Cuiabá e Recife.

Imagem: divulgação
Imagem: divulgação

 

Morder a Língua, que também conta com apoio do edital Iberescena, estreou na Espanha em dezembro de 2014 no Centro Cívico Barceloneta e, posteriormente, participou da mostra IN SITU, no Centro de Artes Santa Mónica, assim como também contou com uma breve temporada no Antic Teatre.

 

Imagem: divulgação
Imagem: divulgação

A peça, que nesta circulação é executada por João Lima e Cecília Colacrai, explora a comunicação entre as pessoas. Minimalista, discorre sobre relações entre palavra e gesto; linguagem e movimento; coreografia e possibilidade de gerar diferentes significados.  Não há objetos de cena, mas há trilha e sonoplastia.

 

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

São algumas das questões elencadas pela performance: Em que medida a linguagem delimita nossa cognição e relações com o mundo? Quando tudo está dito, quais seriam os espaços dos não-ditos? O que manifesta um corpo? Quem fala? E quem escuta?

 

 

Atividade de formação

 

Além das apresentações, os artistas também ministram a oficina gratuita de performance Composição em Movimento dias 30 e 31 de julho, na Casa da Cultura de Teresina, das 10h às 13h30. Interessados podem se inscrever pelo e-mail oficinasmordealingua@gmail.com

 

A oficina busca refletir sobre os processos de construção e desconstrução da identidade, interrogando o meio teatral através de relações entre a palavra e as ações, o movimento e seus potenciais; desenvolvendo estratégias para a criação dramatúrgica. Os artistas darão uma atenção especial à composição da dança em relação ao contexto e ao olhar, observando a tomada de decisões no momento em que a dança está sendo criada. Este trabalho se dá de forma coletiva: como observar o outro e a si mesmo ao mesmo tempo?

Teresina recebe a exposição itinerante ‘Amazon it was’,

Teresina recebe a exposição itinerante ‘Amazon it was’, que já percorreu diversas cidades brasileiras e teve seu lançamento na noite de ontem(19), na Galeria de Artes “Liz Medeiros”, situada no Centro de Ciências da Educação – CCE, da Universidade Federal do Piauí. O artista indígena Jaider Esbell, responsável pela exposição traz como tema a ação do homem contra a natureza. A mostra é aberta ao público e poderá ser visitada até o dia 31 de Julho.

jaider_destaque

Ela reúne 16 obras de arte em preto e branco inspiradas na situação atual de exploração da região amazônica, em que, segundo o artista, são comuns as grilagens, desmatamentos, comercio ilegal de madeira e animais, pesca predatória, numa região rica em biodiversidade animal e vegetal, sendo considerada a maior floresta tropical do planeta.

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

O objetivo da exposição é difundir a memória de povos indígenas para as pessoas e levar mensagens de cunho ambiental, demonstrando preocupação e a obrigatoriedade com a proteção e preservação da Floresta Amazônica devido à ação destrutiva do homem e de sua importância para todos nós.

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

O artista indígena Jaider Esbell tem suas origens na etnia Macuxi,é natural de Roraima e começou a pintar desde 2013. Ele já participou de diversas exposições no Brasil e no mundo e  já foi premiado pela Funarte/Minc com o selo Funarte de criação literária em 2010.

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

Pais não devem esquecer autorizações em viagens com crianças

 

Documentos e autorizações de viagens das crianças devem ser o primeiro item que entra na mala antes do embarque

 

O julho é escolhido por muitos país para tirar aqueles dias de férias com os pequenos da casa.  E tanto em destinos nacionais quanto a viagens internacionais, organizar o roteiro dos passeios, as malas e o seguro saúde são coisas fundamentais. Contudo, há um item que deve receber uma atenção especial dos pais e responsáveis: as autorizações e documentos de identificação da criança. A falta de um desses, pode arruinar as tão sonhadas férias.

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

Independentemente de quem está acompanhando a criança, o check list de documentos em uma viagem nacional ou internacional é algo muito importante para companhia aéreas e hotéis.  O especialista em direito da família Josino Ribeiro ressalta que para não ter dor de cabeça, em viagens pelo Brasil, de ônibus ou avião, é preciso lembrar que crianças menos de 12 anos, na companhia de terceiros, precisam de autorização judicial. Além de cópias originais do RG ou certidão de nascimento.

Josino Ribeiro, advogado ressalta que a falta de um desses documentos pode arruinar a viagem
Josino Ribeiro, advogado. 

“No caso de viagens para o exterior, quem pretende viajar com menores de 18 anos não pode se esquecer de providenciar documentos de identificação com foto. Quando no passeio for apenas um dos pais, também é preciso apresentar à Polícia Federal uma autorização de viagem assinada pelo pai ou mãe que não for acompanhar o filho com firma reconhecida em cartório. Já em viagens com parentes e pessoas sem comprovação de grau de parentesco, o responsável precisa providenciar também a autorização do Juizado da Vara da Infância e da Juventude”, explicou.

 

O advogado ainda dá a dica: “É sempre bom levar uma cópia autenticada dos documentos importantes, para o caso de perdas ou furtos. É uma garantia a mais para quem está fora de sua cidade. Lembrando também que de acordo com normas do Estatuto da Criança e do Adolescente, é proibida a hospedagem de crianças e adolescentes em um hotel sem a autorização ou acompanhamento dos pais, e documento de identidade ou certidão de nascimento que comprove o parentesco” finalizou.

 

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

Confira os documentos necessários para viajar com crianças e adolescentes em viagens:

 

  1. NACIONAIS

Com o pai e a mãe – Crianças e adolescentes precisam portar a carteira de identidade ou a Certidão de Nascimento original para comprovação de parentesco.

Com apenas um dos pais  – Não é necessário emitir autorização de viagem, só a identidade ou Certidão de Nascimento.

Com tutor ou parentes – Crianças viajando com avós, bisavós, irmão, tios ou sobrinhos maiores de 18 anos precisam portar documento original com foto que comprove o parentesco.

Menores viajando sozinho ou com outra pessoa sem parentesco – Crianças menores de 12 anos viajando com acompanhante sem parentesco precisam de autorização de viagem por escrito, assinada pelo pai e pela mãe, com firma reconhecida em cartório. Adolescentes, de 12 a 18 anos, podem viajar sozinhos em território nacional.

 

2. INTERNACIONAIS

Com o pai e a mãe – menores de 18 anos precisam carregar passaporte ou, se for para os países da América do Sul, carteira de idade original. O novo passaporte brasileiro (azul) não tem informações de paternidade, portanto, é preciso apresentar o documento de identidade no check-in.

Com apenas um dos pais – Para crianças viajando somente com o pai ou com a mãe, o outro deverá autorizar por escrito, com firma reconhecida em cartório por autenticidade, por semelhança ou por escritura pública. A regra vale mesmo se os pais estiverem indo para o mesmo destino, mas em voos diferentes. Caso uma das partes não puder dar a autorização, é preciso requerer a autorização judicial em uma Vara da Infância e da Juventude.

Viajando sozinho, com parentes ou terceiros maiores de 18 anos – Crianças e menores de 18 anos viajando sem os pais precisam de uma autorização de viagem por escrito, assinada por ambos os pais, com firma reconhecida em cartório. Caso uma das partes não puder dar a autorização, é preciso requerer a autorização judicial em uma Vara da Infância e da Juventude

Maratona em Teresina chega a sua 10° edição, demostrando que não existe barreiras entre os cadeirantes

 

Realizada pela primeira vez em 2006, a Maratona dos Cadeirantes de Teresina, chega a sua 10º edição, sendo reconhecida em toda a capital e dando a oportunidade para os cadeirantes se divertirem entre si. Nesta edição, as datas foram divididas em 07 de agosto,sendo a abertura e eliminatórias e como já é de praxe, para comemorar os 164 anos de Teresina, no dia 16 será a grande final, todos os dias acontecerá na avenida principal do Planalto Uruguai.

WhatsApp-Image-20160718

Chegar aos 10 anos da Maratona, não foi fácil, é o que conta o coordenador da competição Antonio Veras, que há mais de 26 anos tem a mesma necessidade especial dos competidores. “Faltando poucos dias para a primeira edição, tive que passar por uma cirurgia, mas graças a Deus e meu amigo Alexandre, isso não foi barreira para que não acontecesse”, O coordenador diz também que mesmo cirurgiado não deixou de estar presente e de lá para cá tem visto o crescimento a cada edição realizada.

A ajuda da Associação de Moradores do Planalto Uruguai, entidade representativa do conjunto onde é realizado o evento, voluntários e poder público, tem estimulado cada vez mais a organização, para fazer bonito nos anos seguintes.

Em 23 de outubro de 2013, ela passou a constar no calendário do aniversário de Teresina, através da lei nº 4.464, essa foi uma das alegrias que fez Veras continuar lutando e buscando melhorias para que a maratona possa ter um reconhecimento não só na capital, mas também no estado e quem sabe chegar a ser reconhecida no país.

Entre os competidores que se destacam, estão Luís Alberto e Maria Fernanda. A corrida tem um percurso aproximado de 100 metros e é divida nas seguintes baterias, paraplegia, paralisia infantil e tetraplegia, tanto para masculino quanto feminina e correm separados, de acordo com sua bateria.

As inscrições podem serem feitas pelos telefones: (86) 98856-5018 / 99440-3958 ou até no dia da abertura.

A Serra da Capivara é cenário na nova série do canal Nat Geo

Hoje(16), o Parque Nacional da Serra da Capivara, localizado no município de São Raimundo Nonato, vai ser cenário para o novo programa do Canal NAT GEO (National Geographic  GEO), na estreia da série Câmera Selvagem. Ela vai unir biologia, natureza e tecnologia e desvendar um pouco do que se passa por trás dos documentários de natureza, para publicação. O primeiro episódio vai ao ar às 21 horas(Horário de Brasília).
Camera Selvagem_01
As estrelas da estréia, são os curiosos  macacos-prego. Para o primeiro episódio foi utilizada uma técnica de filmagem chamada “bullet time” e, para isso, Cristian Dimitrius, Wilson “Bulba” e Daniel Almeida, desenvolveram uma traquitana muito engenhosa. A inspiração veio do filme “Matrix”, que popularizou essa técnica de filmagem que dá um efeito bem diferenciado, no qual o personagem parece flutuar rodeado de câmeras. Para fazer isso com macacos-prego enquanto eles quebram seus alimentos com pedras, parecendo seres humanos, Cris, Bulba e Daniel fazem um “anel de câmeras” para conseguir o mesmo efeito. Depois de testar a traquitana, Cris e Daniel vão para a Serra da Capivara, no Piauí, tentar fazer essas imagens.
Camera Selvagem_02
A cada capítulo da serie, o premiado cinegrafista de natureza, Cristian Dimitrius, que recebeu um Emmy Awards, vai colocando suas missões em prática, ou seja, encomendas que ele recebe para ir atrás das imagens dos animais. A equipe bolam planos e inventam traquitanas para registrar cenas inusitadas e até nunca vistas antes pelos telespectadores. E o público terá que descobrir se eles, de fato, conseguem as imagens que se propõem a fazer. A série terá oito episódios semanais de 30 minutos. Câmera Selvagem, uma coprodução entre FOX Networks Group Brasil, Mistika, do produtor Marcelo Siqueira e Cristian Dimitrius Produções.
Bulba_Cristian_Daniel
PARQUE NACIONAL DA SERRA DA CAPIVARA
Parque Nacional Serra da Capivara é um parque arqueológico, inscrito pela UNESCO na lista do Patrimônio Mundial. Um conjunto de chapadas e vales abrigam sítios arqueológicos com pinturas e gravuras rupestres, além de outros vestígios do cotidiano pré-histórico, o chamado berço do homem americano, por ser o lugar onde há os mais antigos indícios de vivencia de homens e mulheres no continente.
inicio-011
Imagem: Divulgação
Os registros rupestres, pintados ou gravados sobre as paredes rochosas, são formas gráficas de comunicação utilizadas pelos grupos pré-históricos que habitaram a região do Parque. As representações gráficas abordam uma grande variedade de formas, cores e temas. Foram pintadas cenas de caça, sexo, guerra e diversos aspectos da vida cotidiana e do universo simbólico dos seus autores. O estudo desses registros possibilita o reconhecimento de temas recorrentes e a identificação de diferentes maneiras de representá-los. Pode-se dizer, ainda, que são pistas da forma de vida dessas populações.
Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação
Atualmente esse importante parque, que é um patrimônio da humanidade, passa por graves problemas financeiros e tem fortes chances de fechar as portas por falta de verba para funcionar minimamente, que é o que acontece hoje em dia, com um funcionamento precário, por descaso do poder público.
Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

Fies: Estudantes podem concluir inscrição a partir de hoje

A partir de hoje (15), os estudantes do Piauí e de todo o Brasil, pré-selecionados no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) devem concluir a inscrição no Sistema Informatizado do Fies (SisFies). A conclusão é necessária para que o estudante garanta o financiamento. O prazo para que isso seja feito vai até a próxima quinta-feira (21).

educacao-financeira-estudantes-universidades

Após acessar o SisFies, o estudante tem ainda que validar as informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino para a qual foi selecionado e comparecer a um agente financeiro do Fies. Os prazos para que isso seja feito estão na página do Fies.

O resultado está disponível na página do programa desde o último dia 30. Trata-se de uma pré-seleção, que assegura apenas a expectativa de direito às vagas para as quais se inscreveram no processo seletivo do Fies. A contratação do financiamento fica condicionada à conclusão da inscrição no SisFies e ao cumprimento das demais regras e procedimentos do programa.

Fies

O Fies recebeu 294 mil inscrições, de acordo com balanço divulgado pelo MEC. Nesta edição serão ofertados 75 mil financiamentos. Aqueles que não foram selecionados são automaticamente inscritos na lista de espera. As vagas que não forem ocupadas pelos estudantes selecionados serão ofertadas para os estudantes em lista de espera.

O Fies oferece financiamento de cursos superiores em instituições privadas a uma taxa de juros de 6,5% ao ano. O percentual do custeio é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.

Para participar da seleção, é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010 com 450 pontos na média das provas, além de ter tirado nota maior que 0 na redação. Os candidatos precisam ainda ter renda familiar bruta por pessoa de até três salários mínimos, o que equivale a R$ 2.640. Atualmente, 2,1 milhões de estudantes participam do programa.

 

FOnte: EBC

Exposição Anos Dourados chega à Teresina

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

A exposição itinerante “Um passeio pelos anos dourados” estará no Teresina Shopping, entre os dias 08 de julho e 14 de agosto, de 10h às 22h, no piso superior do shopping próximo às Casas Bahia. A atração mostra de forma lúdica e cronológica um grandioso acervo de raridades que contemplam música, cinema e televisão dos anos de 1953 e 1980.

O plano de fundo da exposição é a história do rock, que traz peças como vinil, LD, VHS, K7, bonecos temáticos, carros e motos em miniaturas, além das famosas motos lambretas e vespas. O público ainda vai poder fazer uma viagem pela história do rock, por meio de livros, revistas, rádios, TVs, vestuários, cartazes de cinema da época, entre outros.

 

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

Ao todo a atração terá 1700 peças em um ambiente com decoração retrô. Segundo o curador da exposição itinerante, Washigton Bezerra, os visitantes além de conferir as peças também poderão assistir grandes musicais de artistas como Elvis Presley, Beatles e Bill Haley. “Temos preciosas réplicas de obras e artistas da música, cinema e televisão. Uma das que mais chamam a atenção é a réplica do casaco e boné do ator Marlon Brando que foi usado no filme ‘O Selvagem’, essas peças foram feitas por um artesão na Alemanha”, finalizou.

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

Grupo Carvalho é destaque no ranking Melhores & Maiores da Revista Exame 2016

 

Mais uma vez, o Grupo Carvalho, uma das principais redes de supermercado varejista do Piauí, é destaque no ranking promovido pela principal revista de negócios do país, Exame. Em sua 43ª edição, a publicação Maiores & Melhores 2016 reconheceu as empresas que se sobressaíram em 18 setores da economia em 2015, a partir de um estudo realizado em parceria com a FIPECAFI – Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras.

_DSC4085

O ranking da Exame, reconhecido por destacar as empresas e instituições de maior excelência no Brasil, aponta o Grupo Carvalho com a 7ª posição em Rentabilidade, ou seja, o retorno do investimento obtido no ano. Além disso, o grupo piauiense está entre as 100 maiores do Norte­–Nordeste, alcançando o número 36 em ordem de vendas liquidas em relação a supermercados, redes de lojas de eletrodomésticos, vestuário e calçados.

_DSC4106

A rede do Carvalho Supermercado, ainda figura no ranking das 400 maiores empresas e desponta ainda na lista geral na 392ª posição, no qual subiu 19 posições em relação a 2015, o que demonstra a sua força entre as redes varejistas no País e representando todo o potencial do grupo que este ano completa 30 anos.

margarida

Ao todo são 46 lojas, sendo 39 lojas em Teresina, 10 no interior do Piauí e sete nos municípios do Estado do Maranhão, o que gera 5.868 empregos diretos. A empresária Van Fernandes enaltece o resultado do ranking, que é um bom termômetro como base nas informações financeiras de grandes empresas do país, por meio de levantamento de demonstrações contábeis com o parecer de auditores independentes.

“O Grupo Carvalho passa por um momento de reestruturação e em busca de aprimorar a sustentabilidade e rentabilidade da empresa, junto à estrutura organizacional e o atendimento. Quando observamos que tivemos um destaque diferenciado em relação ao ano anterior, ficamos muito orgulhosos e mais motivados, a fim de solidificar mais ainda a marca e melhorar a imagem do supermercado que é preferência dos clientes”, conclui a empresária Van Fernandes.

 

Palácio da Música é palco para a Semana do Rock‏

A Orquestra Sinfônica de Teresina (OST) e artistas da capital se reúnem para a Semana do Rock. Os músicos convidados, Ostiga Júnior, André de Sousa, Flávio Moraes e Luana Campos fazem um show com covers das bandas Queen, Guns N’ Roses e Pink Floyd.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O evento,  acontece nos dias 12, 13 e 14 de julho no Palácio da Música, às 20h e comemora os 60 anos do Rock durante o Liv Aid, grande evento que reuniu várias bandas de rock mundialmente famosas para a arrecadação de fundos para pessoas que passavam fome na Etiópia. Naquele dia, o artista Phil Collins expressou  que o 13 de julho, deveria ser considerado o Dia Mundial do Rock.

 

O pedido foi aceito apenas pelo Brasil, que desde 1985 passou a comemorar a data anualmente. “O dia 13 desse mês é bem significativo para os fãs da música. A Semana do Rock busca homenagear essa manifestação cultural”, comentou Paulo Murilo, presidente da Fundação Cultural Monsenhor Chaves (FMCMC).

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

Os ingressos para o show custam dez reais e podem ser comprados no próprio Palácio da Música, com antecedência ou na hora do evento. A Semana do Rock é uma iniciativa do Palácio da Música de Teresina, realizada através da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves.

Designer de SP desenvolve projeto com artesanato do Piauí

Reciclar ou transformar do lixo para o luxo. Essa é a proposta de Luly Vianna que veio ao Piauí desenvolver um projeto de resgate do artesanato de raiz brasileiro a convite da ONG paulista ArteSol – Artesanato Solidário.  A designer desenvolverá o trabalho que conta com a parceria do Programa de Desenvolvimento do Artesanato Piauiense (Prodart).

Luly Vianna Designer (Foto:Marcelo Cardoso)
Luly Vianna Designer (Foto:Marcelo Cardoso)

Segundo Luly Vianna, a ideia do projeto é fazer um resgate do artesanato de raiz em todo o Brasil e a ArteSol selecionou vários designers que escolheram apresentar trabalhos que mostram a cultura produtiva de vários estados. Os produtos serão expostos no mês de setembro no shopping JK, em São Paulo. “Esse projeto surgiu de um convite da ArteSol para participar de uma exposição no shopping JK e desenvolver com grupos de artesãos novos produtos que tivessem uma cara nova. Com o meu design e o meu olhar, mas não perdendo a tradição”, descreve.

O diretor do Prodart, Jordão Costa, afirmou que iniciativas como essa tem a finalidade de divulgar o nosso artesanato, ajudando o Piauí a enfrentar um dos maiores gargalos da área que é a comercialização dos produtos. “Essa iniciativa nos dará a oportunidade de termos contato com a região sul e sudeste que é o eixo que consome a maior parte do nosso artesanato. A gente está abrindo um canal de comercialização para novos clientes, novos empreendedores que querem investir no nosso artesanato”, afirma Jordão Costa.

Luly Vianna escolheu o artesanato do Piauí pela sua riqueza e diversidade, além disso, a sua relação com a terra influenciou também a escolha. “O projeto funciona assim: cada designer escolheu um estado e um projeto. Eu decidi escolher o Piauí, pois é a segunda vez que eu venho e gosto muito daqui, sou muito bem recebida. Aqui tem um artesanato que é algo que poucos lugares têm. Penso em fazer intervenções com a cerâmica da cidade de Floriano”, ressaltou a designer.

Vianna possui a marca Saissu (que significa amor, em tupi-guarani) e a ideia de criação do empreendimento e a linha de produtos que são vendidos através de sua empresa surgiram após uma viagem ao Piauí. “A ideia da Saissu começou aqui. Na realidade, eu estava passeando pelo Mercado Central de Teresina e vi tudo muito colorido, muita fruta, e de repente, vejo umas tiras pretas no chão, eu tirei uma foto, toquei no material e perguntei o que eram aquelas tiras, quando me falaram que era câmara de pneu e continuei minha viagem. Quando chego a São Paulo visualizo um homem usando uma mala linda, preta feita de um material parecido, daí eu vi que reciclar é bacana e chique”, comentou. “Então agora vai ser um super desafio porque vai ser a primeira vez que eu vou assinar pela minha marca”, acrescenta a designer.

“O artesanato carrega a identidade cultural do Piauí”, afirma o diretor do Prodart, Jordão Costa, que comemorou a iniciativa. “Essa é uma oportunidade também de apresentarmos o nosso artesanato que carrega a nossa identidade cultural, artística do nosso povo e da nossa gente, então essa será uma oportunidade para estarem conhecendo o Piauí, levando o nome do estado mundo a fora”, declara.

FOnte:

Governo do Estado

A “The Street Store” Teresina acontece no dia 13 de agosto

 

A Segunda edição do The Street Store Teresina acontecerá no dia 13 de agosto, dentro da semana de comemoração pelo aniversário da cidade. O evento é uma mobilização mundial e pela segunda vez acontece na capital do Piauí.

IMG_8868

Com a proposta de oferecer às pessoas desfavorecidas (principalmente moradores de rua) a experiência de escolher os produtos que desejam levar – tal como numa loja- o evento acontecerá na Praça da Bandeira de 8 às 17 hrs.

A “loja” é montada pelos voluntários e os “clientes” não têm menor custo com as peças escolhidas, pois todas são doações. Ano passado foram atendidas centenas de pessoas que passaram pela praça e puderam escolher as peças oferecidas pela população de Teresina.

IMG_8679

“Todo o material que utilizamos são contribuições e parcerias. Quem desejar fazer doção pode deixar em algum dos pontos de coleta” explica um dos organizadores do evento, Onildo Filho. Até o momento, já foram disponibilizados três pontos de arrecadação:

 

As doações podem ser: roupas (masculina e feminina para todas as idades), calçados, cintos, lenços, bijuterias, bonés, chapéus, cangas, bolsas, mochilas, carteiras, travesseiros, cabides, lençóis e sacolas.

IMG_8665

O The Street Store é um evento sem fins lucrativos e toda equipe de atuação é voluntária.  Quem desejar ser voluntário deve procurar a equipe de articulação através da hashtag nas redes sociais do evento :

Pontos de doação

CENTRO:

Colégio Gilberto Campelo. Avenida Frei Serafim, 2077. Centro.

ZONA LESTE:

Universidade Federal do Piauí (biblioteca Central) – Ininga.

Fábrica de Brinquedos. Rua Elias João Tajra, 1073 – Fátima