Conheça harmonizações de vinhos ideais para o seu churrasco

 

Embora caipirinha e cerveja ainda mantenham a soberania no churrasco brasileiro, a quantidade cada vez maior de pessoas adotando as taças mostra que o vinho vem ganhando espaço. Mas você sabe como combinar a bebida ideal com cada um dos cortes de seu churrasco? Não se pode negar que uma boa harmonização faz toda a diferença e o vinho pode ser considerado um grande aliado no quesito sabor. A Evino separou algumas dicas especiais de harmonização para cada corte.

 

 

Para Lana Ruff, sommelière da Evino, o crescimento no número de pessoas que começaram a adotar a harmonização de vinho e churrasco representa uma mudança gradual na nossa cultura. “Um palpite é o fato de que o vinho tem propriedades que ajudam a contrabalancear as características extremas da carne”, diz.

De acordo com ela, é importante saber que sal e gordura são elementos amigos da harmonização (e por isso as combinações queijo-vinho e carne-vinho são tão famosas). Ambos os aspectos combinam com o elemento do amargor, que existe naturalmente nos taninos presentes em vinhos tintos. “Não à toa a Malbec, que é uma uva com bastante tanino, é o par tradicional de cortes suculentos e fibrosos, como bife ancho e contrafilé“.

 

Já a acidez ajuda a cortar as moléculas de gordura no palato, então alguns cortes mais gordurosos, como picanha e alcatra, vão precisar de uvas com teor alto de acidez, como Cabernet Sauvignon, para garantir equilíbrio.

“Quem quiser ousar pode investir sem dó em filé mignon com Chardonnay barricado. As transformações microbiológicas que o vinho branco sofre enquanto está em contato com a barrica dão a ele um aspecto mais pesado, carnudo e até aromas de manteiga”, pontua. Esse tipo de característica faz com que o vinho tenha mais presença em boca, pareça mais encorpado e, portanto, páreo pra encarar uma carne vermelha magra.

Outra dica da especialista é prestar atenção se o tempero é o elemento principal do prato. Por exemplo, se estiver rolando uma costela ao barbecue, o molho vai predominar em virtude do seu sabor forte. Syrah é um clássico para essa receita, pois, além de ser uma uva que rende vinhos encorpados, ela tem aromas de especiarias que entram em harmonia com o molho.

 

 

Já a mistura clássica de carne branca e vinho branco também é bem famosa, pois temos uma harmonização por peso e semelhança: a carne e o vinho são leves e por isso não há muito risco de um se sobressair ao outro. “Se o frango estiver temperado com ervas, aí a dica é Sauvignon Blanc, uva branca com aromas tipicamente herbáceos ouCarménère, uva tinta que também vai nessa direção. Essas dicas também valem para o pão de alho, que precisa de vinhos com sabores e aromas fortes” comenta.

 

As carnes de porco têm muito sal e muita gordura, mas sabores mais suaves, em geral. Assim, a harmonização não tem segredo, já que os elementos que se destacam são fáceis de combinar. A linguiça é a oportunidade certa para dar aquela variada e investir em rosés ou, até mesmo, espumantes, cuja acidez sempre alta promete cortar a gordura.

 

 

E os vegetais são um desafio para uma harmonização bem sucedida, pois eles unem consistências confusas, ora crocantes, ora macias. Mas de acordo com a especialista nem tudo está perdido. “Pra dar conta dessa explosão de sabores e texturas vale dar uma temperada nos legumes com o próprio vinho. E vale lembrar que cogumelo e Pinot Noir, ou a uva piemontesa Nebbiolo, são pares clássicos”, finaliza.

 

Sobre a ( evino ):

Um dos maiores e-commerces de vinho do país, a ( evino ) existe para fazer as pessoas se apaixonarem por vinho, num conceito simples, ágil, moderno e com um custo benefício que só colabora com essa missão. Criada em abril de 2013, a empresa propõe estreitar a relação do brasileiro com a bebida, oferecendo produtos para os mais diversos momentos de consumo, do samba ao jazz.

 

Coma alimentos que trazem sorte na virada do ano

Na noite 31 de dezembro, familias e amigos se reúnem para brindar o Ano-Novo. Na maioria das casas, os pratos se assemelham: carne de porco, lentilhão, frutas e verduras. Conheça as superstições que estão por trás dos alimentos da virada do ano.

 

Lentilha

Não deixe de comer, pelo menos, uma colher de lentilha. Degustar o grão na virada é a garantia de fartura. Como a lentilha cresce quando é cozida, também fará você crescer como pessoa e como profissional. E seu grão de tom dourado, em formato de moedinha, assegura que não falte dinheiro nas carteiras e contas bancárias. Por via das dúvidas, coma mais de uma colher. Lentilha, além de trazer dinheiro, faz bem à saúde e é uma delícia.

Degustar um prato de lentilha

Verduras
Comer qualquer tipo verdura, como repolho e couve, faz com que você mantenha o dinheiro dentro da carteira. É aconselhável ingerir mais de um tipo de uma vez só.

 

Sementes de romã
Quer ter um bebê no Ano-Novo? Tente comer algumas sementes de romã. A fruta é um símbolo de abundância e algumas culturas dizem que ajuda quem quer ter um filho.

Na hora da virada ou no Dia de Reis (6 de janeiro), coma três partes de romã e coloque os caroços dentro da carteira, para ter dinheiro durante o ano que chega

 

Macarrão
Em muitas culturas asiáticas o macarrão simboliza uma longa vida. É importante não cortá-los em tamanhos menores. Você deve tentar ingerir os fios inteiros e, assim, terá sorte.

 

Uvas
Na Espanha, as pessoas têm costume de comer 12 uvas à meia-noite, uma para cada batida do relógio. O objetivo é comê-las antes do início do novo ano. Alguns acreditam que a doçura de cada uva prevê como cada mês será. Por exemplo, se a terceira uva é amarga, março pode ser um mês difícil. A tradição começou em 1909, quando houve uma grande produção da fruta no país.

 

No momento da virada, coma 12 uvinhas e separe as sementes. Guarde-as em um guardanapo ou saquinho e mantenha-as na carteira durante o ano todo. É dinheiro garantido nos próximos 12 meses

 

Peixe
Muitas culturas acreditam que os peixes trazem boas vibrações. Os japoneses acreditam que eles são um símbolo de fertilidade por conta de sua capacidade de produzir toneladas de ovos. Os suecos também comemoram a virada do ano com uma abundância de frutos do mar, incluindo pratos em conserva.

 

Todo mundo come o delicioso lombinho ou pernil, mas você sabe por que? O animal fuça para frente – que é para onde você quer ir no ano que chega. Evite aves, que ciscam para trás, e crustáceos como o caranguejo, que andam para os lados. Os peixes, o alimento que Jesus Cristo multiplicou, segundo o relato bíblico, também traz boa sorte

 

Grãos
Grãos, como por exemplo a a lentilha, se assemelham a moedas. Em muitos países as pessoas os comem para ganhar dinheiro e ter um próspero Ano-Novo. Alguns dizem que também dá sorte comer uma ervilha para cada dia do ano.

Carne de porco
Muitas culturas dizem para colocar o porco no centro da festas porque eles simbolizam o progresso. O tamanho de um porco inteiro também representa a abundância.

 

 

Fonte: Terra

Novidade: Domino’s lança pizza Finíssima!

A Domino’s Pizza guardou uma surpresa para o final do ano! O lançamento da Finíssima: pizza crocante e com diferente corte, que promete movimentar ainda mais as 200 unidades da rede em todo o Brasil.

 

A massa da Finíssima traz mais crocância, sabor e textura ao paladar do consumidor. A novidade vem cortada no formato “Chicago Cut”, conhecido como corte à francesa, sendo uma ótima pedida para reunir os amigos na nova estação e curtir os momentos do dia a dia.

 

Pizza Finíssima da Dominos

Segundo a marca no Brasil, o lançamento da Finíssima faz parte da estratégia da rede em atender uma demanda de mercado e diversificar o mix de produtos

 

O lançamento do produto será para agradar aos clientes que preferem uma massa mais fina, crocante e hoje não encontra na Domino’s. A massa finíssima já é vendida em alguns dos mercados internacionais da marca e tem grande potencial de incrementar as vendas.

 

A Finíssima estará disponível em todos os sabores. No combo, a pizza grande na categoria Especialidades + refrigerante de 2l sai por R$ 48,90. Na compra apenas da pizza na categoria Especialidades através do site oficial da marca (www.dominos.com.br) fica por R$29,90 e para compras feitas pelo telefone ou na própria loja R$ 39,90.

 

Mais sobre a campanha: a Finíssima é o lançamento da Domino´s para o verão. Fica no cardápio até março! Nesse novo produto, a marca investiu mais de R$ 1 milhão que contempla ações de mídia on e off-line, além de ações nas redes sociais.

 

 

Tartar de Atum, um prato saudável que pode ser entrada ou petisco

 

Tartar é aquele prato que vai bem no almoço e no jantar, de entrada ou prato principal. É aquela refeição refrescante que alegra o seu dia e faz querer comer mais a cada garfada. Preferido de muitos, trouxemos o passo a passo do tartar de atum com guacamole do jovem e talentoso Chef piauiense Igor Rocha, que recentemente recebeu o prêmio Dólmã, o máximo da gastronomia brasileira.

 

O Tartar de Atum, um prato saudável que pode ser oferecido como entrada ou como petisco

 

Antes de tudo, lembre-se que essa é uma ótima dica para aqueles que querem preparar algo especial sem usar o fogo. Atrás de um prato prático e cheio de sabor, descobrimos essa receita que combina com qualquer clima. Bom apetite!

 

 

Chef Igor Rocha

 

Anota aí a receita do Chef Igor Rocha:

Ingredientes:

Tartar de atum:

150g de atum fresco e limpo
2 colheres (sopa) de azeite extravirgem
30g de cebolinha picada
30g de mostarda Dijon
Sal (a gosto)
Pimenta-do-reino (a gosto)

Guacamole:

1/2 abacate bem maduro
1/2 cebola média roxa bem picadinha
Suco de 1/2 limão-siciliano coado
2 colheres (sopa) de azeite
1/2 maço de coentro bem picadinho
1/2 tomate concassé picadinho (sem pele e sem semente)
1/2 pimenta dedo de moça bem picadinha
Sal (a gosto)
.
Modo de preparo

Tartare de atum:

Pique o atum em cubinhos de aproximadamente meio cm.
Em seguida, em um bowl, misture-o com o azeite, a cebolinha picada, a mostarda, o sal e a pimenta.
Reserve na geladeira.

Guacamole:

Em um bowl, amasse bem o abacate com o auxílio de um garfo.
Em seguida, coloque o suco de limão para que ele não escureça.
Adicione o restante dos ingredientes, misture bem e corrija o sal.
Com o auxílio de um aro, monte o tartar de atum em um prato, preenchendo três quartos do espaço da forma.
No um quarto restante, adicione o guacamole e alise-o com uma colher.
Retire a forma com cuidado e Sirva em seguida.

Outra dica de gastronômica é o Steak Tartar de Mignon do restaurante Latitude 30 Steahouse!

Você conhece o Steak Tartar de Mignon do Latitude 30?!

Festival de carnes traz a Teresina cinco chefs referências em churrasco

Programação do “La Viva Carne que acontecerá no La Ganadaria

 

No próximo domingo, dia 26 de novembro, Teresina recebe a segunda edição do “Viva La Carne”, um festival voltado para apreciação de carnes nobres, molhos e acompanhamentos especiais, preparados com exclusividade por renomados chefs assadores e especialistas em técnicas artesanais de churrasco. Com a presença de Rogério DeBetti (SP), Roberto Ravioli (SP), Mário Portella (MG), Rômulo Morente (SP) e Paula Labaki (SP), o evento traz ao público uma “vitrine de churrasco” com apresentação de técnicas inéditas em cortes e preparo de churrasco, apresentadas pela primeira vez em Teresina.

Além dos especialistas reconhecidos nacionalmente, o Viva La Carne também terá pratas da casa: o chef/assador, Ednardo Alencar e bancada especial com uma das mais conceituadas nutricionistas do Nordeste, Honorina Paes Landim. Mediante passaporte para o festival, o público poderá apreciar as especialidades dos chefs preparadas e servidas por eles, com cardápio especial para o evento.

 

Festival é voltado para apreciação de carnes nobres, molhos e acompanhamentos especiais, preparados com exclusividade por renomados chefs assadores e especialistas em técnicas artesanais de churrasco

“Ano passado o pioneirismo do evento foi muito bem recebido pelos teresinenses. O festival segue o mesmo padrão dos grandes eventos nacionais do segmento de churrasco e nesta segunda edição será maior e melhor”, explica o empresário Ednardo Alencar, acrescentado que um diferencial deste ano é também a otimização do mercado local, com a promoção de oficinas ministrados pelos chefs convidados para o evento – oportunidade ímpar para a capacitação dos profissionais de bares e restaurantes, estudantes de gastronomia, rede hoteleira e apreciadores de churrasco.

Com valores e pacotes especiais para o festival, os interessados podem se inscrever para as capacitações em: Charcutaria Artesanal, com Mário Portella; Cura e Defumação, com Paula Labaki; Fogo de chão, com Rômulo Morente, Carnes & churrasco dry aged, com Rogério Debetti, além de Pães e Massas, com o também ícone da gastronomia italiana, Roberto Ravioli.

Confira a programação:

Sexta-feira, 24 de novembro:

9h – Charcutaria Artesanal (tópicos de destaque: dry e wed aged, cura, salga, secagem, defumação e embutidos). Instrutor – Mário Portella (MG).

15h – Cura e Defumação (tópicos de destaque: defumação clássica até o smoked BBQ, diferentes curas, diferentes métodos de defumação, equipamentos, mercado, defumação de aves, defumação de carnes e suínos, defumação de vegetais).
Instrutora – Paula Labaki (SP).

Sábado, 25 de novembro:

8 h – Fogo de chão (tópicos de destaque: fogo de chão, parrilla, varal, plancha, rescoldo). Instrutor – Rômulo Morente (SP).

15 h – Carnes & churrasco dry aged (tópicos de destaque: animais, carcaças, cortes de carne, dry aged, fogo, churrasco).
Instrutor – Rogério de Betti (SP)

15 h – Pães e Massas (tópicos de destaque: massa básica para ravioli/lasagna/ pappardelle/ fettuccine/ ravioli d’oro. Pães de linguiça e focaccia com diferentes coberturas)
Instrutor – Roberto Ravioli

SERVIÇO:
Evento: Festival “Viva la Carne”
Local: La Ganadaria
Data: 26 de novembro
Horário: A partir de 12h
Ingressos e mais informações: (86) 3213-1101 ou (86) 99812-3456
@vivalacarnefestival

 

As delícias do festival de massas italianas

A culinária italiana é uma verdadeira tentação da gastronomia mundial. Entre as maravilhas gastronômicas da Itália estão suas famosas massas, como o espaguete, o canelone e o rigatone. O chef Edmilson, que comanda a cozinha do Restaurante Latitude 30 Steakhouse apresentou na última quinta-feira(17)

As massas estão divididos em dois grupos. Vamos falar um pouco de cada massa deles. A Pasta Fresca (fatta in casa): são aquelas artesanais, feitas em casa, à base de farinha de trigo, ovo e eventualmente água ou vinho branco. Mas há também as massas frescas caseiras que não levam nem ovos. Ainda essa semana teremos uma receita básica deste tipo de massa aqui no Sem Medida.

Já a Pasta secca, são as massas à base de sêmola de trigo duro e água, das que encontramos nas prateleiras do supermercado. Raramente são feitas em casa. Mesmo o mais experiente dos cozinheiros prefere deixar o fabrico da massa seca ao pastaio, ao macarroneiro e fábricas. Há também versões especiais desta massa profissional que levam ovos.

Nas massas secas, das quais trataremos aqui neste post, temos dois grupos: Pata Lunga e Pasta Corta. A Pasta Lunga (massa longa) são as massas com mais de 10 centímetros de comprimento: como o spaghetti, bavete ou tagliatelle. já a Pasta Corta (massa curta) são as massas menores que 10 centímetros de comprimento: desde o imponente rigantoni ao pequenino farfalle e o minimalista risoni.

Além dos vários tipos de massas tem pastas deliciosas para acompanhar, desde a mais tradicional com molho de tomate, de 4 queijos, ervas, funghi ao molho branco. Os molhos dão o toque especial para as pastas, pois são neles que estão boa parte do sabor. A escolha da massa e do molho fazem toda a diferença e claro, aliando tudo ao seu paladar. O Festival de Massas do Latitude 30 Steakhouse,  toda quinta-feira das 19h às 23h.

 

Dicas de salames, queijos e molhos especiais como aperitivos

Cada vez mais as pessoas costumam receber amigos e familiares para degustar um bom vinho e espumantes, e pensando nisso nossa pauta de gastronomia dessa semana vai falar sobre aperitivos deliciosos como frios, legumes, ervas e biscoitos que vão muito bem com essas bebidas deliciosas. Lembrando que essas iguarias também são ótimas opções para eventos corporativos e para clientes. Então vamos lá!!!

Vamos começar pelos deliciosos salames italianos combinados com  queijos brancos. Esses dois sabores combinam com todos os tipos de vinhos, espumantes, pro secos e champanhes. São verdadeiros coringas gastronômicos na hora de servir com essas bebidas fermentadas.  Os salames italianos tem um sabor imprescindível. A Itália tem quase 700 variedades de salames, entre receitas artesanais, industriais, regionais, familiares e tão locais que às vezes não chegam nem à cidade vizinha. A Enayram possui alguns dessas especiárias importadas prontas para serem escolhidas e degustadas por você e seu marido.

Tomates cerejas com queijos e uma combinação de ervas para dar um sabor especial e essa harmonia maravilhosa com os espumantes. Esse é um aperitivo super leve e perfeito para preparar na noite de Ano Novo ou mesmo na reunião com amigos e familiares! Afinal, quem resiste a essa delícia de queijo em cubinhos, quentinho ou mesmo frio e espetado junto com um tomatinho cereja? Combinação mais do que tentadora, não é mesmo, gente? O uso de ervas aromáticas é o toque final para essa receita incrível.

Quando se trata de Itália, a tradição é algo importante. É preciso “vestir a camisa” de sua região de origem, preservar seus costumes e, claro, suas receitas que sobrevivem a séculos. Uma delas são a dos biscoitos italianos, que vem a séculos encantando paladares de todo o mundo. O Cantucci, o Amaretti, o Regina, Cavallucci, Crostoli, Cuccidatti e as Bolachas milanesas são alguns deles. Na Enayram você encontra muitas opções deles e a combinação perfeita com geleias, como a de framboesa e a de frutas vermelhas. Outra combinação perfeita com esses aperitivos é um molho especial de bruschetta

Receita de origem italiana, a bruschetta parece ter nascido da oportunidade de se aproveitar as sobras de pão. Ela é tradicionalmente feita de maneira simples: basta dourar fatias do pão no forno ou frigideira, esfregar um dente de alho nessas fatias, e depois cobri-las com tomate picado, manjericão e azeite. Os ovos de codorna com cerejas, kiwis e uvas passas  é mais uma delícia que super indicamos para seu pequeno evento.

De cordo com a chef Isabel Martins essa inspiração com essa linha de frios, molhos e patês são as escolhas certas e práticas para sua reunião com amigos ou o evento da sua empresa, pois além de fáceis concepção, eles combinam harmonicamente com os mais deliciosos tipos de vinhos e espumantes.

 

 

 

 

Culinária tailandesa, saiba mais sobre as delícias desse país plural

A Tailândia oferece diversos encantos para os olhos. Templos cheios de detalhes em ouro, antigas ruínas, a beleza das cidades rurais, das praias, e um povo alegre, com roupas coloridas e muitos adornos. A região também encanta pela sua culinária exótica, sendo um paraíso para os amantes da boa cozinha. Os pratos originários da Tailândia encantam pela variedade de aromas, sabores e especiarias exóticas.

Com a chegada dos dias quentes, ainda antes da entrada oficial do verão, os pratos da culinária tailandesa combinam perfeitamente com a estação. A harmonia entre os ingredientes picantes e adocicados são muito bem apreciados, ainda mais quando harmonizados com um vinho branco ou uma cerveja artesanal com baixo teor alcoólico.

Uma boa Entrada é Salada de Brotos e Folhas Babies com Camarões em Folha de Arroz ao tempero tailandês.(Foto:Lanna Thai Fusion Cuisine)

A base da gastronomia tailandesa é formada por os molhos preparados com vários ingredientes, como pimentas, massa de caranguejo, alho e especiarias. Alguns desempenham um papel específico, como por exemplo, o molho de peixe, que em muitos pratos substitui o sal. Outros são utilizados para ressaltar sabores, como o molho de ostras fermentadas.

De prato principal uma dica é um Atum fresco ao molho de mel, gengibre e ciboulette, sobre cama de arroz negro e cogumelos shitake.(Lanna Thai Fusion Cuisine)

Sob influência gastronômica da China e da Índia, os pratos tailandeses primam pelo visual atraente, o aroma e o paladar. Preparados na panela wok, um tipo de frigideira grande de ferro, a temperatura de cozimento pode chegar a 800 graus.

As sobremesa tailandesas são um show a parte. A principal característica de sobremesas na Tailândia é a sua doçura excessiva. Muitas frutas, arroz doce, condimentos e junção de mais sobremesas são usadas para esses pratos. Além de tudo, todo prato é uma obra de arte,m tudo bem montado e perfeito, no seu lugar.

Rolinho de tâmaras, amêndoas e canela com sorvete de cardamomo é uma sobremesa tailandesa maravilhosa(Lanna Thai Fusion Cuisine)

Tapiocas tradicionais, gourmet e doces são sucessos gastronômicos

Tapioca está super na moda! Fina ou granulada, a farinha vinda da mandioca é a queridinha da vez. Tapioca além de ser sensação entre a galera fitness, ganhou um grande público. As opções são várias, desde a para a galera que não quer ganhar muita calorias, as opções gourmet e cheias de calorias, como a tapioca de morango com Nutella, de frango com catupiry e recheios que vão além da nossa imaginação.

O termo tapiocaria nasceu, já existem diversas casas especializadas em tapiocas por todo o país, inclusive em Teresina. Saída aqui do nordeste, essa delícia ganhou várias versões, como a crepioca, e tem feito sucesso por onde passa ganhando o coração e o estômago de quem procura por uma refeição saborosa e saudável, ou não.

As tapiocas gourmet levam ingredientes refinados e a combinação de sabores são inimagináveis. Entre as delícias que podem ser feitas são tapiocas de  tartar de salmão e guacamole; de presunto de parma com mussarela de búfala e tomate italiano;  de carne seca e catupiry; de shimeji e pasta de ricota e tantas outras. Isso só para ficar nas tapiocas tradicionais vão das recheadas  a puramente a massa.

Tapioca de Tartar de Salmão e Guacamole. Foto Giuliana Nogueira
Tapioca de hamburguer. Foto Giuliana Nogueira

Sabores inimagináveis também entram no menu das tapiocarias, como tapioca de Hamburguer, de Pizza e entre outros. Deu aquela vontade né? Temos duas dicas como a Oxente, a Beijú e a Cocobis

 

 

MasterChef Ivo Lopes realizará jantar exclusivo em Teresina

MasterChef Ivo Lopes realizará jantar exclusivo em Teresina
O Chef Ivo Lopes desembarcará em Teresina, nos dias 25 e 26 de outubro, para um jantar exclusivo no Restaurante Latitude 30. Para quem é apreciador de um menu exclusivo, a noite contará com pratos assinados pelo mesmo e harmonizado com vinhos. Ivo Lopes é renomado, reconhecido na área gastronômica e já foi casting do reality show MasterChef.

Tem 40 anos e é natural de João Alfredo (PE). Chegou ao Rio de Janeiro com 10 anos de idade e iniciou o seu caminho no mundo da alimentação ainda criança. Ingressou em uma cozinha profissional de um tradicional restaurante do Rio de Janeiro e, graças à disciplina e dedicação ao trabalho, foi conquistando o seu espaço.

Aos 18 anos, foi trabalhar com o grande mentor e Chef Danio Braga na Locanda de La Mimosa, em Petrópolis. Passou por casas importantes e que marcaram o cenário gastronômico brasileiro, como o Pomodori, o Due Cuochi, Terra Madre, La Verenne.

Acumulou vários prêmios, dentre eles o de “Chef Revelação 2011” pela Revista Prazeres da Mesa, “Chef 5 Estrelas Bom Gourmet” em 2014 e 2015, “Melhor Restaurante” em 2014 e 2015 pela Bom Gourmet.

 

MasterChef Ivo Lopes

 

Atualmente, é o Chef Consultor na rede Alessandro & Frederico – que conta com 5 casas no Rio de Janeiro (RJ) e uma em Curitiba (PR) – e do Bistrô Monalisa, no Paraguai. Em 2016 ficou sabendo que integraria o casting de participantes da primeira edição do reality show MasterChef Profissionais, onde se destacou pela sua sinceridade, sobriedade e profissionalismo. Sua cozinha tem origem na culinária Franco-Italiana, onde as bases saborosíssimas do Velho Mundo permeiam suas criações.

O jantar, que acontecerá nos dias 25 e 26 de outubro, será limitado para 60 reservas por noite. Estas podem ser feitas pelos números (86) 3303-3082, no WhatsApp (86) 98139-6522 ou no próprio restaurante, localizado na Rua Jaime da Botica, 2055 – Bairro Horto, próximo ao Ibama.

Aprendendo a harmonizar espumantes e champagne

É tradição! Onde exista uma comemoração especial, seja a celebração de virada de ano, seja uma ocasião de importância particular, a elegância e sofisticação dos vinhos espumantes estarão sempre presentes para tornar o momento ainda mais agradável.

 

Ao longo do tempo, o espumante ganhou novos significados no mercado dos vinhos, deixando de ser bebido exclusivamente nessas celebrações especiais, e passando a estar mais presente em outras ocasiões. Apreciada largamente no verão, a bebida borbulhante pode ser servida como aperitivo ou sobremesa, e também harmoniza incrivelmente bem com coquetéis diversos e refeições completas.

Espumantes, uma rápida explicação

Tecnicamente falando, o espumante é um vinho que passa por duas fermentações, uma comum a todas as bebidas fermentadas, em que o açúcar da fruta se transforma em álcool, e outra, induzida, em que são acrescentados leveduras e açucares que produzem mais álcool e gás carbônico, elemento responsável dar por ao espumante sua característica principal, as borbulhas efervescentes.

O método mais conhecido de fabricação do espumante é o criado na França, na região de Champanhe, e denominado “champenoise”; é resultado da tradição e da manipulação artesanal do vinho, nele, a segunda fermentação ocorre dentro da própria garrafa, exigindo um trabalho cuidadoso de manipulação. O outro método é conhecido como “charmat”, mais recente, onde a segunda fermentação do vinho se realizada em gigantescos recipientes de aço inox capazes de suportar grandes pressões, e à temperatura controlada.

Em Champagne, os espumantes são feitos com três castas de uvas, as tintas Pinot Noir e Pinot Meunier e a branca Chardonay. A partir disso, classificam-se os vinhos espumantes em Blanc de Blanc, quando feitos com uvas brancas, seja a Chardonay ou qualquer outra, e Blanc de Noir, quando feitos das tintas, seja a Pinot Noir, ou qualquer outra. Há ainda os espumantes Rosés, que podem ser elaborados por mistura de vinhos tintos e brancos.

 

De acordo, com a classificação com a quantidade de açúcar acrescido na segunda fermentação, os espumantes dividem-se em brut, demi-sec e doce, sendo o primeiro mais seco e menos adocicado e o último bem açucarado.

 

Harmonização

Assim como outros gêneros de vinhos, o espumante possui uma grande variedade de rótulos, e isso influi na hora de harmonizar a bebida com os mais diferentes tipos de comidas. O método de produção, a variedade de uva e a quantidade de açúcar residual são alguns dos fatores que também influenciam no processo de harmonização. Por ser, em geral, uma bebida fresca e elegante, o espumante casa muito bem acompanhando comidas leves e sutis. Vejamos algumas dicas de especialistas de combinação deste tipo de vinho.

Entradas

No início da refeição, o espumante, com acidez e leveza na medida certa, é perfeito para abrir o apetite. A escolha do vinho deve acompanhar o estilo do prato. Uma salada com camarões, por exemplo, cai bem com um espumante brut; com carpaccio, um espumante Rosé; com canapés ou caviar, um prosseco italiano vai bem, com entrada à base de frutas, um espumante seco – o champagne francês combina com todos esses pratos.

Pratos principais

Combinações com carnes vermelhas e molhos de sabor forte são de difíceis, tente evitar. Frutos do mar como lagosta, salmão e camarão com molhos mais encorpados harmonizam perfeitamente com champagnes Blanc de Noir. Carnes brancas caem bem com espumantes secos mais ácidos.

Sobremesas

Espumantes mais doces ou Demi-sec  são ótimos para saborear com doce com creme de vanilla, dentre outras sobremesas.

Docinhos de festa, saiba quais estão em alta no momento

Para realizar uma festa ou um evento incrível, todos os detalhes são importantes. Por isso, escolher bem os docinhos da festa é essencial, afinal quem é que não gosta de uma mesa recheada de docinhos?!  Algumas tendências estão em alta e o Atelier de Doces Larissa Silveira está sempre ligado nas novidades do momento, e claro, além de lindos o sabor é irresistível.

Os brigadeiros chamados de gourmet é um doce mais requintado, com sabores diferentes, como nutella, oreo, chocolate branco, entre outros. A decoração do docinho também deve ser linda e diferente!

O Leite Ninho com Nutella é a tendência dessas sobremesas realmente, elas ganharam versões em bolos, mousses, tortas e claro os docinhos. E se você pensa que só as crianças caem de amores por essas delícias, está completamente errado. Essa combinação ganhou principalmente festas de adultos, sendo a queridinha na hora de fechar o menu das festas.

Um que faz sucesso é o doce de Chocalate Belga, principalmente quando dentro dele vem delícias como por exemplo um mousse de limão ou maracujá. Esse tipo de doce é bem fino e cabe bem em aniversários de adultos, eventos de moda, arquitetura e entre outros.

Os docinhos com granulado prata e dourado também são bem luxuosos e cabe bem a grandes eventos que pede um visual mais requintado e de muito luxo. òtima opção também para as festas de fim de ano, onde as duas cores são bastante usadas.

O bolo é uma das maiores atrações do evento e que tal reproduzi-lo em pequenos doces? Além de ficar super legal a ideia é deixa-lo memso como se fosse uma miniatura do bolo, usando as mesmas formas e cores.

Os pirulitos de chocolate são ótimas opções para aniversários infantis e chá babys. Assim também são os docinhos em formas de animais ou personagens que deixam a festa ainda mais lindo!!

Você pode até inovar no cardápio, mas o brigadeiro é um doce essencial em qualquer festa. Além do sabor tradicional, é legal investir em mais duas ou três opções do doce. “Os brigadeiros diferentes sempre são um sucesso! Na linha dos doces gourmet, estão em alta os mais inusitados, especialmente os saborizados em versões como limão siciliano, laranja e capim santo.

 

 

 

 

Quitanda Santa Teresa une gastronomia de qualidade e ambiente agradável

Os teresinenses ganharam um novo espaço gourmet o Quitanda Santa Teresa! O espaço une um ambiente aconchegante e super agradável com uma boa culinária,  para todos os tipos de paladares e estilos de vida. Tem desde os lanches mais tradicionais aos fits. Com toda certeza o Quitanda Santa Teresa veio para ficar.

 

A ambientação do espaço foi assinada pelos artista plástico e designer Osmir Pierot, que deixou o espaço alegre e confortável. Já sobre o menu, esse é de tirar o fôlego!  Com um cardápio amplo e uma variedade de sucos, saladas  hambúrguer e muito mais.

O Chef Reginaldo é  responsável pelas delícias do espaço goumet, que dispensam comentários na competência quando o assunto é gastronomia! A equipe de cozinha faz jus ao chef, com um atendimento rápido, atendendo aos públicos mais exigentes.

Os empresários João Madison e Maria de Lourdes estão de parabéns pela excelência do empreendimento, que abre para o almoço, tem feijoadas aos sábados e ainda é uma ótima opção para os teresinenses para um happy hour, seja para um café no final da tarde ou reunião com amigos!

Cosmopolitan: Um drink luxuoso e delicioso

O drink que ficou famoso na série “Sexy and City”,  sempre nas mãos das personagens principais, o Cosmopolitan virou sinônimo de poder, feminilidade e luxo.

Ninguém sabe dizer ao certo quando surgiu o Cosmopolitan, mas sabe-se que o seu consumo se tornou mais frequente a partir dos anos 70. Trata-se de uma bebida rosa feita à base de Cranberry, com um sabor bem suave.

Apesar de ser um drink que traduz bem o feminino, ele pode sim ser degustado pelos homens. O Cosmopolitan é um drink para ser degustado com comidas leves, como peixes e queijos.

Aqui, nós ensinaremos a você como preparar essa deliciosa bebida e degustar com os amigos e/ou com seu amor.  Ah, não esqueça da decoração. Ssugerimos algo como limão na taça ou cerejas.  Além de saboroso, o seu drink vai ficar lindo!

 

Ingredientes necessários para preparar o Cosmopolitan

Para preparar a bebida, você irá precisar de:

  • 30 ml de vodka;
  • 10 ml de licor laranja;
  • 10 ml de suco de limão;
  • 10 ml de suco de Cranberry (facilmente encontrado em supermercados. Mas, em alguns casos, pode-se substituir o suco de Cranberry pelo suco de uva);
  • De 6 a 7 cubos de gelo.

Modo de preparo do Cosmopolitan

Deixe os ingredientes na geladeira por algumas horas, antes de preparar. Misture os ingredientes em um mixer para bebidas e sirva em uma taça para coquetéis.