Roberta Rocha

Filme “Niède” revela a obstinação de uma mulher em busca das memórias do homem

Um dos sete filmes nacionais selecionados para a mostra competitiva do Festival É Tudo Verdade, principal evento de cinema documental na América Latina, que ocorre no período de 4 a 14 de abril nas cidades de São Paulo e Rio e Janeiro, o documentário “Niède” apresenta a trajetória da arqueóloga brasileira Niéde Guidon, que nos anos de 1970 deixou Paris, onde lecionava na École des Hautes Études em Sciences Sociales, para imergir na caatinga do sudeste do Piauí, revelar ao mundo as milhares de pinturas rupestres espalhadas pela região e lutar pela criação do Parque Nacional da Serra da Capivara, Patrimônio Cultural da Humanidade (Unesco) e um verdadeiro museu a céu aberto.

Depois da apresentação no Festival, o longa estará em cartaz nos dias 5 e 6 de junho na Serra da Capivara, durante comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente e dos 40 anos do Parque. Em São Raimundo Nonato, a sessão acontece no dia 7 de junho.

Ao longo de 135 minutos, o espectador mergulha na vida de Niéde. O fio da memória da pesquisadora, nascida em Jaú (SP), do casamento de uma brasileira e um francês, e que jamais imaginou trocar Paris por São Raimundo Nonato, vai sendo tecido por quem esteve com ela desde a chegada à região, como a amiga Sílvia Maranca, os mateiros João da Borda, Justino, Nilson e Nivaldo, que abriram os primeiros caminhos na caatinga e apresentaram centenas de tocas e pinturas. Mulheres que tiveram sua vida modificada pela ação de Niéde de valorizar o feminino, ou ainda colegas da academia como o atual chefe da Missão Francesa de Pesquisa na Serra da Capivara, o especialista em líticos, Eric Boeda.

Referência local, a presença de Niéde, hoje com 86 anos, impactou, e ainda impacta, a vida de crianças, mulheres, homens, mateiros, estudantes, exploradores de cal, caçadores, guardas-parque, políticos, pesquisadores, comerciantes. Como pontuam historiadores locais, Niéde inaugurou um novo ciclo na região até então esquecida por muitos, que já dura mais de 40 anos.

No filme, o diretor Tiago Tambelli, conduz o espectador a uma viagem de fruição que lhe permite sentir a pujança da fauna e da flora do lugar e maravilhar-se com algumas das mais antigas pinturas rupestres do continente de sítios arqueológicos localizados dentro do Parque e fora dele. O mistério do surgimento do homem povoa as paredes de um enorme número de “tocas” – pouco mais de mil cavernas foram identificadas. Há, ainda, um número significativo desses locais a ser descoberto, mapeado e estudado naquela região, reconhecida mundialmente como a de maior concentração de sítios pré-históricos das Américas.

“Contar a história de Niéde Guidon é também contar a história da humanidade. O documentário revela o tamanho do esforço e dedicação de Niéde para preservar as memórias da pré-história e o filme é uma celebração as nossas ancestralidades, humanas e naturais”, afirma Tambelli, destacando o grande desafio que foi realizar esse filme.

O longa coproduzido pelas produtoras B&T Audiovisual, do Piauí, e Lente Viva Filmes, de São Paulo, contou com aportes do Governo do Estado do Piauí, por meio da Secretaria de Estado de Cultura do Piauí (Secult), e recursos do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) – edital Prodecine 01/2016, administrados pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e geridos pela Agência Nacional do Cinema (Ancine). A obra contou ainda com patrocínios culturais da Ouro da Mina, BR Locadora e Pousada Zabelê. A distribuição está a cargo da ELO Company.

O filme marca a retomada do cinema piauiense e se configura como o primeiro longa com projeção nacional realizado por produtora piauiense, com estreia no maior festival de documentários da América Latina.

“Esse filme mostra a história de Niéde e as nossas riquezas. Representa uma realização importante para as produtoras e para o Estado do Piauí. Ele se configura em um marco da produção local, possível graças aos investimentos do Governo do Estado do Piauí, do Fundo Setorial do Audiovisual e à co-produção com a Lente Viva, aos parceiros, apoiadores e equipe envolvida, enfim, todos aqueles que acreditaram e apostaram no projeto, parte que considero o maior desafio de uma grande produção”, destaca Talyta Magno, da B&T.

Parque Nacional da Serra da Capivara

Está localizado nos municípios de Coronel José Dias, Brejo do Piauí, João Costa e São Raimundo Nonato, no sudeste do Piauí. Ao todo são mais de 1.000 sítios arqueológicos e 25 mil pinturas rupestres já identificados. A região também apresenta uma rica fauna – que inclui 208 espécies de aves – e flora, que reúne a caatinga, único bioma exclusivamente brasileiro, e a floresta tropical, recortes geológicos como as “cuestas”.

Roda de Conversa discute políticas de combate à violência a mulher

Os altos índices relativos a violência contra a mulher no Piauí fazem com que essa seja uma questão cada vez mais urgente a ser debatida. As mulheres precisam se unir em uma só voz, para que suas experiências inspire e encorajem outras mulheres. Foi pensando nisso que a fisioterapeuta especialista em saúde da mulher Karol Carvalho mediu a I Roda de Conversa de combate à violência mulher. A ação de cunho social é uma iniciativa junto a Fora do Papel e aconteceu no salão Urban Beauty Casa.

A Roda de Conversa objetiva, principalmente, a criação de uma rede de apoio a mulheres. A intenção é que, a partir de relatos e experiências, seja discutida em conjunto políticas preventivas e de combate a agressões, seja físicas ou psicológicas. “Trazer esse assunto à tona é algo urgente e que nós como mulheres devemos estar incentivando, levando junto com isso reflexões sobre nosso papel na nossa sociedade”, pontou Karol Carvalho durante o encontro.

Karol Carvalho mediou um bate-papo que contou com nomes como a empresária Andressa Leão, a miss e apresentadora Renata Lustosa, a advogada e presidente da comissão de apoio à vítima de violência da OAB – PI Alba Vilanova, a professora Danny Barradas e a artista Chandelly Kidman. “São mulheres de vários segmentos, com perfis diferentes, para tentar discutir e chegar a um consenso do que de fato é a violência conta a mulher, que não é só a física, como a psicológica também que acontecem durante situações no cotidiano”, disse a fisioterapeuta.

A Roda de Conversa de combate à violência mulher foi realizada junto com a Fora do Papel. Um dos nomes à frente da empresa, Tereza Azevedo conta que a ideia é também que as mulheres possam levar adiante uma mensagem de apoio. “A gente sentia que as nossas clientes relatavam que sentiam entre as clientes delas que algumas sofriam algum tipo de violência. Juntamos algumas mulheres para dá um start e começar a falar sobre. São mulheres que estão na rotina de outras mulheres então elas podem ter um entendimento sobre e oferecer apoio de alguma forma”.

 

Uma questão urgente

A advogada Alba Vilanova é especialista em Direito Público e preside a comissão de apoio à vítima de violência da OAB – PI. Em sua participação ela destacou a importância de estar atenta ao menor sinal de agressão e pontuou o avanço dos mecanismos públicos para amarar as mulheres. “Estamos melhorando a cada dia, já temos a Lei Maria da Penha há 12 anos, a Lei do Feminicídio há 4 anos, a Lei de Importunação Sexual que entrou em vigor nesse ano. Mesmo assim ainda é complicado porque apesar dos investimentos em políticas públicas, acredito que a nossa questão cultural, é de educação, comportamento.”.

A professora trans Danny Barradas também pontuou a questão cultural do machismo. Do ponto de vista filosófico, ela destacou que os valores masculinos de superioridade acompanha a humanidade desde a antiguidade. Soma-se a isso uma crescente cultura do estupro, terreno fértil para a violência. “Os homens se sente superiores e possuem um sentimento de pose em relação a mulher. Isso está entranhados na nossa sociedade”, explicou.

 

A miss e apresentadora Renata Lustosa já foi vítima de violência doméstica e integra os crescentes índices de agressões a mulheres. Ela acredita que o combate à violência começa pela desconstrução de uma sociedade machista. “As mulheres estão tentando conquistar seu espaço. Essa é uma luta diária. Acredito que o machismo é o que leva a violência doméstica, ao feminicídio. Infelizmente nosso estado está com dados alarmantes e é muito importante tratar disso mesmo. Temos que está alertas o tempo inteiro”.

 

Já a empresária Andressa Leão comentou que a moda tem um papel importante no processo de empoderar as mulheres. Explicou que por ser uma ferramenta e expressão pode ser usada para passar mensagens, como no auge das mini saias. “A moda sempre está presente nos momentos mais importantes da história de um modo geral está sempre representando mudanças socioculturais. Uma das coisas importantes no meu trabalho é poder trabalhar a autoestima, quando a mulher reconhece seu valor, tem sua autoestima elevada, ela se sente mais empoderada”.

A Roda de Conversa de combate à violência mulher foi uma iniciativa da fisioterapeuta especialista em saúde da mulher Karol Carvalho em parceria com a Fora do Papel e o salão Urban Beauty Casa.

Confira o novo espaço conceito Camargo Alfaiataria na loja Sady Roupas

Esta colunista foi conferir de perto a inauguração do espaço conceito da Camargo Alfaiataria  na loja Sady Roupas, que este ano celebra 10 anos no mercado piauiense e que é referência em aluguel de roupas O evento foi um sucesso e contou a presença do fundador da marca, o alfaiate reconhecido nacionalmente João Camargo.

Marcela Sady e Ana Sady brindando com João Camargo

O consultor de imagem Pedro Brasil comanda talk show na Carmen Steffens

A Carmen Steffens Maceió e o Consultor de Imagens Pedro Brasil promoveram um talkshow de reencontro com as clientes exclusivas da Carmen Steffens do Shopping Rio Poty. O evento foi marcado pelas dicas sobre styling e moda. Entre os destaques desta temporada estão o animal print, os tons terrosos, o preto e branco e muito brilho! No final do evento, as clientes ganharam sapatos personalizados.

 

 

 

Talk show da Carmen Steffens

Confira a programação do Artes de Março

O Artes de Março se transformou em uma verdadeira festa de arromba. O festival de arte e cultura promovido pelo Teresina Shopping segue até dia 29 de março. Nesta última semana de apresentações musicais ainda sobe ao palco a atração nacional Turma do Iê Iê Iê, na quarta-feira (27), além de muitas atrações locais como, Radiofônicos, Le Ballet Studio de Dança, Flávio Moura e encerrando as apresentações a Orquestra Sinfônica de Teresina.

Artes de Março

Confira a programação completa:

08 a 24/03 – Corredores – Exposição de carros antigos

08 a 29/03 – Galeria de Artes – Exposição de Caricaturas

Apresentações artísticas (Praça de Eventos II, todas as apresentações às 19h30)

25/03 – Radiofônicos – The Beatles, the inspiration

26/03 – Le Ballet Studio de Dança – Espetáculo “No tempo da Jovem Guarda”

27/03 – Show nacional com a Turma do Iê Iê Iê

28/03 – Flávio Moura & Banda – Espetáculo “Doce, doce amor”

29/03 – Orquestra Sinfônica de Teresina – Prelúdio ao Rei

 

Mulheres Que Mudam O Mundo recebem homenagem em Teresina

A vereadora Teresinha Medeiros homenageou, em sessão solene no dia 22 de março, na Câmara Municipal de Teresina, mulheres que se destacam em Teresina, promovendo o desenvolvimento da cidade nos mais diversos setores de atuação. O evento Mulheres Que Mudam O Mundo reuniu um total de 22 mulheres que foram destacadas e receberam diplomas em reconhecimento ao seu papel na sociedade.

 

 

Arezzo apresenta nova versão da BELLA, a bolsa prática e elegante da estação

A Arezzo apresenta nesta quinta-feira, dia 14, a nova versão da bolsa BELLA, um dos mais charmosos lançamentos da marca desta estação. Básica, versátil e moderna, a nova BELLA traz nesta edição uma cartela de cores abrangente e democrática, que segue as últimas tendências do inverno, e couro texturizado em Wave que traz diferencial e charme aos modelos – sem esquecer da lateral e alças em Floater Cuore, material mais maleável que garante conforto ao dia a dia.

Além do tamanho tradicional, a TOTE agora é desenvolvida em uma inédita opção, menor e compacta. Atemporal e ainda mais fácil de ser combinada, a nova BELLA tem tudo para ser o item indispensável das mulheres em todas as ocasiões. A bolsa carrega também um detalhe especial: um bag charmcom estampa de cobra – print tendência do momento – que traz à feminilidade e elegância do tradicional modelo tote um toque de ousadia e irreverência até aos looks mais clássicos.

Para apresentar a novidade, Isabella Fiorentino foi o rosto escolhido neste lançamento. Elegante, assim como a bolsa, a apresentadora é uma mulher que opta por versatilidade aliada a estilo na hora de escolher o seu modelo preferido.

BELLA está disponível nos dois tamanhos e em sete cores diferentes para compra no site da Arezzo e nos pontos de venda da marca por todo o Brasil.

Liebe apresenta Nude Para Todas

Celebrar a diversidade e contemplar os tons de pele da brasileira foi o ponto de partida da Liebe Lingerie para desenvolver a coleção Nude Para Todas, lançada no Dia Internacional da Eliminação da Discriminação Racial, em todo país.

Coleção conta com lingeries para todas as mulheres

 

A paleta de cores conta com cinco opções – nude, alvorada, chocolate, blend e mocca -, que contempla várias tonalidades, para que as mulheres encontrem a lingerie ideal para cada tom de pele. Os diversos modelos de lingerie apresentam peças mais básicas e para o dia a dia, como rendas bem trabalhadas, sutiãs em diversos shapes e calcinhas que fogem do tradicional.

A campanha, fotografada por Jacques Dequeker, contou com a musa da marca Cleo, além das modelos Raissa Santana, Andressa Rocha, Letticia Muniz e Nérida Cocamáro, que deram vida às lingeries e apresentaram que o nude pode ter o tom de pele de cada mulher.

 

 

As peças da Coleção Nude Para Todas variam entre R$22,90 e R$107,90.

Mais moda, mais tendência e mais qualidade na Marisa

A Marisa, maior rede de moda feminina e lingerie do País, escolheu o mês de março para apresentar as suas mudanças para o público em geral. Após dois anos de uma intensa e importante reformulação interna, inclusive na parte estratégia de estilo e produtos, a marca estreia uma nova campanha, com novo logo e várias outras mudanças. Ela tem como pano de fundo a nova coleção, que chega com foco em três grandes tendências – xadrez, animal print e tons terrosos.

 

Atemporal, o xadrez ganha destaque na estação e aparece tanto em peças de alfaiataria, com corte mais clássico e estruturado, quanto em construções mais despojadas, marcadas na linha Marisa Atitude. Saias, calças, vestidos e blazers levam diversas cores e padronagens, tornando possível uma ampla possibilidade de combinações.

Outra estampa que também ganha espaço é o animal print. Democrático e queridinho entre as fashionistas, os prints de onça e cobra ganham uma releitura muito especial e podem ser usados tanto em looks inteiros como em peças destaque.

 

 

Tecidos leves e fluidos ganham impressões de cashmere – uma variação de folhas com pontas e curvas, que aparecem em diferentes cores e desenhos. Seguindo a mesma inspiração dos anos 70, o veludo cotelê – caracterizado por suas linhas em relevo e textura mais encorpada – também aparece de forma renovada.

 

 

Tons terrosos predominam na cartela de cores da coleção, que permeia entre o doce de leite, caramelo, cury, vinho e verde pinheiro. Destaque para o amarelo, alegre e descontraído, o tom traz um toque de luz aos looks e pode ser usado tanto aliado aos tons pastel ou monocromáticos como cor de fundo para estampas diversas.

 

 

Na nova coleção da Marisa, as peças vêm lindamente acompanhadas por calçados e acessórios igualmente estilosos. As flatforms continuam sendo a grande aposta da marca, e aparecem em tênis e sandálias. As botas complementam os looks, e surgem em tons terrosos e também nas estampas de cobra e onça. A fim de priorizar o conforto do dia a dia sem deixar o estilo de lado, a marca destaca nesta temporada modelos de bolsas transversais, mochilas e pochetes.

 

Vereadora Teresinha Medeiros homenageia mulheres

Nova tecnologia endoscópica garantem precisão no diagnóstico e evitam procedimento cirúrgico

O Piauí vem acompanhando os avanços tecnológicos a favor da medicina para garantir a segurança aos pacientes em diversos procedimentos. A nanotecnologia tem contribuído com os médicos gastroenterologistas a diagnosticar doenças de forma minimamente invasiva. Prova disso foi o uso, pela primeira vez no estado, do Spyglass para tratamento de pedra na vesícula.

O Spyglass – ou “luneta” em português – é um equipamento que garante o diagnóstico, com mais precisão, das doenças do canal da bile e do pâncreas. Na prática, o diferencial é que o aparelho possibilita ter uma visualização direta, com excelente resolução de imagem, dos cálculos (pedras) dos canais biliares e pancreáticos. O equipamento permite também o tratamento dos cálculos maiores que seriam difíceis de serem removidos pelas técnicas endoscópicas convencionais.

O procedimento enche de esperança os pacientes, já que o equipamento garante uma maior segurança para tratamentos do gênero pois não são necessários cortes na pele. O gastroenterologista Dr. Lucídio Balduíno Leitão explica que com o equipamento o impacto é menor e a recuperação é mais rápida.

“Atendemos recentemente um paciente com cálculo intra-hepático (pedra no fígado) que já havia tentado outros procedimentos sem sucesso, mas através do novo método endoscópico usando Spyglass, foi possível a retirada da pedra de dentro do órgão. Este processo evitou um procedimento cirúrgico e complicações maiores ao paciente”, esclareceu o médico.

O médico, especialista da gastroenterologia Dr. Lucídio Balduíno Leitão

Exemplos como esse demonstram que a tecnologia na medicina está transformando os cuidados com a saúde e a forma como os médicos se relacionam com os pacientes. A automação dos procedimentos, fortalecida com a chegada da Internet das Coisas (IoT), o Big Data e a Inteligência Artificial (IA), interferem profundamente no modo como a medicina é aplicada. Essas transformações impactam desde o ensino da profissão, passando pela a atuação prática do médico até a prevenção e tratamento de doenças.

O médico, especialista da gastroenterologia, acredita que muitos resultados positivos serão brevemente alcançados também em diversas outras frentes da saúde. “As inovações serão responsáveis por trazer mais segurança aos pacientes em muitas áreas da saúde. Isso exige dos profissionais da área a capacitação para melhorar as práticas. Nosso papel é buscar conhecimento e fazer com que as inovações cheguem à sociedade, como aliadas na prevenção e combate de doenças”, concluiu o dr. Lucídio Balduíno Leitão.

Desfiles da design Andressa Leão