Notícias

APL elege médico e economista como imortais; decisão da cadeira 24 vai para segundo turno


Os membros da Academia Piauiense de Letras se reuniram na manhã deste sábado (1º) para eleger os novos imortais que ocuparão as cadeiras 18, 24 e 32 que pertenceram a Paulo Freitas, Herculano Moraes e Raimundo Santana. Para a cadeira 18 foi eleito o médico Itamar Abreu Costa e para a cadeira 32 o economista Felipe Mendes.
Já a disputa para a cadeira 24 foi para segundo turno. Entre os candidatos inscritos, Moisés Reis e Plínio Macedo conseguiram maioria, mas nenhum dos dois atingiu os 19 votos necessários para se elegerem. Ao ser proclamado o resultado, a comissão eleitoral, presidida pelo acadêmico Fonseca Neto anunciou que o segundo turno está marcado para o dia 09 de fevereiro do ano que vem.
Dos 37 acadêmicos aptos a votar apenas três se abstiveram. Aqueles que moram fora do Estado enviaram as cédulas preenchidas via Correios. Os que moram em Teresina compareceram até a sede da instituição e depositaram os votos na urna. A votação foi encerrada às 11h e a comissão eleitoral se reuniu para a apuração. O resultado foi proclamado às 11h30. Os vencedores foram avisados e se dirigiram até a APL para serem felicitados.
“Estamos encerrando o ano do centenário da Academia com a eleição que nos permitiu ocupar duas das três cadeiras que estavam vazias. Isso nos orgulha porque somos uma instituição que tem como preceito sempre continuar o trabalho de incentivar e fomentar a literatura e a arte. A ideia de imortalidade é justamente essa de continuidade, de substituição dos seus membros que falecem. Seguimos o mesmo princípio dos Imortais persas, o batalhão de soldados que era recomposto quando seus soldados morriam”, afirma Nelson Nery Costa, presidente da APL.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis − 3 =